Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

06 Setembro de 2018 | 22h04 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 22h03

ISCED deve adoptar estratégias de formação integrada

Luanda - Os Institutos Superior de Ciência de Educação (ISCED) devem atribuir agregação pedagógica aos quadros licenciados em outras áreas do saber, no âmbito de uma estratégia de formação mais integrada recomendou esta quinta-feira, em Luanda, o secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio da Silva.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio da Silva (Arquivo)

Foto: Adão João Pedro

A estratégia da formação integrada vai responder a qualidade de ensino que se impõe, segundo o responsável que falava à imprensa no âmbito da 16ª jornadas científicas do ISCED/Luanda, que decorre sob lema “Dimensão transversal da educação”.

Reiterou que os institutos de formação de professores, a nível do país, devem criar modalidades mais unificadas que permitem formar um futuro professor com habilitação e qualificação profissional.

De acordo com Eugénio da Silva, todos os ISCED, em conjunto com o Ministério da Educação, devem promover um alinhamento da sua missão com essas estratégias e programa de formação, mediante a definição de um perfil de professores, necessário para a sociedade angolana.

Defendeu a promoção da transdisciplinaridade (cruzamento dos conhecimentos nas áreas científicas), diálogo entre os domínios científicos, no sentido de construir um curriculum mais articulador entre áreas que possam atender as diferentes dimensões do perfil do professor.

Com essas estratégias, afirmou, vai permitir racionalizar recursos, bem como identificar necessidades em termos de professores para as áreas e domínios científicos, fazendo uma formação mais ajustada à realidade do país.

Sublinhou que educar transcende o simples domínio da sala de aulas, pois como disse, é olhar para todas as dimensões da personalidade para formar um indivíduo capaz de ser um cidadão activo, interventivo e apto para desempenhar um papel útil na sociedade.

Por sua vez, a directora-geral do ISCED/Luanda, Esperança Kundima Peterson destacou a importância das jornadas científicas no prestígio académico, além de ser um indicador seguro de auto-avaliação institucional na área de pesquisa e de investigação.

Defendeu mais investimento e auto-financiamento para se promover a investigação.

O ISCED é uma instituição do ensino superior público vocacionada para formação de professores, gestores escolares e outros profissionais da educação e da investigação científica, pedagógica, administrativa e financeira.

Em Luanda, o ISCED conta com um Centro de Estudos e Investigação em Ciências da Educação, oito departamentos de ensino e investigação, onde estudam 4069 estudantes e as aulas são asseguradas por 145 professores.

No ISCED são ministrados 10 cursos de licenciatura, seis de mestrado e de pós-graduação.

Leia também
  • 06/09/2018 12:21:27

    Política Nacional de Educação de Adultos entre as prioridades do MED

    Luanda - O Ministério da Educação tem entre as suas prioridades, para os próximos tempos, a elaboração da Política Nacional de Educação e Aprendizagem de Adultos, estudo que terá apoio da Unesco para uma avaliação do ensino de adultos no país e, posteriormente definir uma política que vá de encontro as necessidades actuais.

  • 06/09/2018 02:05:45

    Concurso público na Educação insuficiente para vagas existentes

    Luanda - Dezoito mil e 747 é o número de candidatos aprovados a nível nacional, nas quatro categorias de ensino, no concurso público do Ministério da Educação, restando 1.253 para preencher as vinte mil vagas existentes para professores no país.

  • 05/09/2018 21:01:06

    Bolsas de estudos norte-americanas disponíveis aos alunos do Huambo

    Huambo - Os estudantes da província do Huambo interessados em se formar nos Estados Unidos de América (EUA) poderão beneficiar, pela primeira vez, de bolsas de estudos disponibilizadas pela Embaixada daquele país em Angola, cujo projecto já está em curso há cinco anos.