Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

07 Setembro de 2018 | 22h46 - Actualizado em 07 Setembro de 2018 | 21h35

Mais de 17 mil cidadãos frequentam aulas de alfabetização

Menongue - Pelo menos 17 mil e 719 cidadãos de ambos os sexos, estão a frequentar aulas no presente ano lectivo 2018/2019, no Cuando Cubango, através do projecto método "Sim eu Posso" Gostar ler e Escrever", no combate ao fenómeno de analfabetismo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Alunos na aula de Alfabetização (arquivo)

Foto: Laite Tito

Os dados foram avançados hoje, sexta-feira, em Menongue, pelo director provincial do gabinete de Educação, Ciência e Tecnologia no Cuando Cubango, Miguel Cahime, na abertura das comemorações do 8 de Setembro, Dia Internacional do Alfabetizador.

Segundo disse, desta cifra de cidadãos que frequentam aulas oito mil foram inscritos no módulo-1, dois mil e 375 no módulo-2 e dois mil 409 no módulo-3, totalizando 12 mil 784 no projecto método “Gostar ler e Escrever”.

Estão igualmente em frequência de aluas, alunos com o atraso escolar que frequentam o ensino de adulto, que perfazem 46 educandos, destes 93 escritos no módulo-3 dois mil e 53 no módulo-3.

Em relação ao programa “Sim, eu Posso” foram matriculados quatro mil e 794 alfabetizandos, tendo avançado que até ao momento o Cuando Cubango conta com 190 mil pessoas já alfabetizadas, alguma, nesta altura, a frequentarem o ensino superior. 

Informou que, no Cuando Cubango são controlados 150 alfabetizadores e 267 facilitadores.

No âmbito jornadas, já foram realizadas exposição fotográfica, palestra sob lema “O analfabetismo e suas consequências” e visitas as salas de alfabetização do método “Gostar ler e Escrever”.

A abertura das comemorações decorreu no complexo escolar Mbembwa, arredores da cidade de Menongue, sob lema “a alfabetização e o desenvolvimento de competências”, onde participaram membros do governo, professores, autoridades tradicionais e alunos.

Leia também
  • 08/11/2018 17:08:38

    Academia regula estratégias de intervenção de sectores produtivos

    Luena - As reflexões e resultados produzidos pelas actividades académicas promovidas pelos estabelecimentos de ensino superior no Moxico podem contribuir na regulação das estratégias de intervenção nos diversos sectores produtivos e institucionais da vida social dos habitantes locais, o director geral do Instituto Superior Politécnico Privado Walinga (ISPPW) do Moxico, Albano Freitas Sapalo.

  • 08/11/2018 17:02:19

    Huíla acolhe 1º Congresso Internacional de Educação Primária

    Lubango - A província da Huíla acolhe de 21 a 23 de Novembro do ano em curso, na cidade do Lubango, o 1º Congresso Internacional de Educação Primaria sob o signo Repensar a Escola Primaria: Desafio da Globalização, numa iniciativa do Instituto Superior Politécnico Independente (ISPI).

  • 08/11/2018 12:20:40

    Finalistas do Liceu do Tuku expõem produtos diversos

    Mbanza Kongo - Uma exposição de produtos diversos feitos de material reciclado como papelão, latas, bordão e cartolina por 127 finalistas do Liceu do Tuku, município de Mbanza Kongo, província do Zaire, está desde terça-feira, patente nesta instituição do II ciclo de ensino secundário.

  • 03/11/2018 15:29:15

    Cooperação francesa realiza tournê "Eferveciências" em Angola

    Luanda - Uma tournê de conferências-espectáculos académica realiza-se de 6 a 9 de Novembro, em quatro províncias do País, no âmbito do inovador projecto "Eferveciências" (Effervesciences), a ser ministrada pelo pesquisador francês Richard Eastes, numa iniciativa da cooperação francesa em Angola, soube hoje (sábado) a Angop.