Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

07 Setembro de 2018 | 22h46 - Actualizado em 07 Setembro de 2018 | 21h35

Mais de 17 mil cidadãos frequentam aulas de alfabetização

Menongue - Pelo menos 17 mil e 719 cidadãos de ambos os sexos, estão a frequentar aulas no presente ano lectivo 2018/2019, no Cuando Cubango, através do projecto método "Sim eu Posso" Gostar ler e Escrever", no combate ao fenómeno de analfabetismo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Alunos na aula de Alfabetização (arquivo)

Foto: Laite Tito

Os dados foram avançados hoje, sexta-feira, em Menongue, pelo director provincial do gabinete de Educação, Ciência e Tecnologia no Cuando Cubango, Miguel Cahime, na abertura das comemorações do 8 de Setembro, Dia Internacional do Alfabetizador.

Segundo disse, desta cifra de cidadãos que frequentam aulas oito mil foram inscritos no módulo-1, dois mil e 375 no módulo-2 e dois mil 409 no módulo-3, totalizando 12 mil 784 no projecto método “Gostar ler e Escrever”.

Estão igualmente em frequência de aluas, alunos com o atraso escolar que frequentam o ensino de adulto, que perfazem 46 educandos, destes 93 escritos no módulo-3 dois mil e 53 no módulo-3.

Em relação ao programa “Sim, eu Posso” foram matriculados quatro mil e 794 alfabetizandos, tendo avançado que até ao momento o Cuando Cubango conta com 190 mil pessoas já alfabetizadas, alguma, nesta altura, a frequentarem o ensino superior. 

Informou que, no Cuando Cubango são controlados 150 alfabetizadores e 267 facilitadores.

No âmbito jornadas, já foram realizadas exposição fotográfica, palestra sob lema “O analfabetismo e suas consequências” e visitas as salas de alfabetização do método “Gostar ler e Escrever”.

A abertura das comemorações decorreu no complexo escolar Mbembwa, arredores da cidade de Menongue, sob lema “a alfabetização e o desenvolvimento de competências”, onde participaram membros do governo, professores, autoridades tradicionais e alunos.

Leia também
  • 06/09/2018 22:04:28

    ISCED deve adoptar estratégias de formação integrada

    Luanda - Os Institutos Superior de Ciência de Educação (ISCED) devem atribuir agregação pedagógica aos quadros licenciados em outras áreas do saber, no âmbito de uma estratégia de formação mais integrada recomendou esta quinta-feira, em Luanda, o secretário de Estado para o Ensino Superior, Eugénio da Silva.

  • 06/09/2018 12:21:27

    Política Nacional de Educação de Adultos entre as prioridades do MED

    Luanda - O Ministério da Educação tem entre as suas prioridades, para os próximos tempos, a elaboração da Política Nacional de Educação e Aprendizagem de Adultos, estudo que terá apoio da Unesco para uma avaliação do ensino de adultos no país e, posteriormente definir uma política que vá de encontro as necessidades actuais.

  • 06/09/2018 02:05:45

    Concurso público na Educação insuficiente para vagas existentes

    Luanda - Dezoito mil e 747 é o número de candidatos aprovados a nível nacional, nas quatro categorias de ensino, no concurso público do Ministério da Educação, restando 1.253 para preencher as vinte mil vagas existentes para professores no país.