Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

05 Setembro de 2018 | 18h41 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 10h03

SINPROF confiante no bom senso do Executivo

Mbanza Kongo - O Sindicato Nacional de Professores (SINPROF) manifestou hoje, quarta-feira, em Mbanza Kongo, província do Zaire, esperança na resolução das reivindicações da classe pelo Executivo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Falando à imprensa, à margem do encontro com os filiados em Mbanza Kongo, o secretário administrativo do SINPROF na província do Bengo, Ngongo Paxe Mateus, disse acreditar na implementação do novo regime remuneratório que consta do estatuto da carreira docente do ensino geral aprovado pelo Executivo.

 “Acreditamos que, antes do final de Setembro, teremos os diplomas implementados e depois seguir-se-á a outra fase do processo que poderá culminar com a actualização das categorias de todos os professores do país”, salientou.

Lembrou como outra das principais reivindicações da classe a matéria inerente às regras de transição de escalões na carreira docente.

O também membro da comissão técnica do SINPROF às negociações com o Ministério da Educação adiantou que prosseguem os contactos entre o sindicato e o Executivo representado pelos Ministérios da Educação, Administração Pública, Trabalho e Segurança Social (MAPTSS).

Avançou, entretanto, a intenção da convocação de uma nova greve, caso estas e outras reivindicações da classe não forem satisfeitas pela entidade patronal no período previsto.

Para o efeito, disse que está agendada um encontro do Conselho Nacional do Sindicato, a decorrer nos dias 08 e 10 de Outubro deste ano, em Luanda, onde será analisado o grau de cumprimento das exigências pelo Executivo, que deverá determinar o levantamento da greve suspensa em Abril último.

O secretário do SINPROF na província do Bengo cumpre, desde terça-feira, uma visita de trabalho de quatro dias ao Zaire, que, durante os quais vai manter contactos com os filiados dos municípios de Mbanza Kongo, do Soyo, Nzeto e Tomboco.

A província do Zaire dispõe de um corpo docente do ensino geral constituído por quatro mil professores.

Leia também
  • 08/11/2018 17:08:38

    Academia regula estratégias de intervenção de sectores produtivos

    Luena - As reflexões e resultados produzidos pelas actividades académicas promovidas pelos estabelecimentos de ensino superior no Moxico podem contribuir na regulação das estratégias de intervenção nos diversos sectores produtivos e institucionais da vida social dos habitantes locais, o director geral do Instituto Superior Politécnico Privado Walinga (ISPPW) do Moxico, Albano Freitas Sapalo.

  • 08/11/2018 17:02:19

    Huíla acolhe 1º Congresso Internacional de Educação Primária

    Lubango - A província da Huíla acolhe de 21 a 23 de Novembro do ano em curso, na cidade do Lubango, o 1º Congresso Internacional de Educação Primaria sob o signo Repensar a Escola Primaria: Desafio da Globalização, numa iniciativa do Instituto Superior Politécnico Independente (ISPI).

  • 08/11/2018 12:20:40

    Finalistas do Liceu do Tuku expõem produtos diversos

    Mbanza Kongo - Uma exposição de produtos diversos feitos de material reciclado como papelão, latas, bordão e cartolina por 127 finalistas do Liceu do Tuku, município de Mbanza Kongo, província do Zaire, está desde terça-feira, patente nesta instituição do II ciclo de ensino secundário.

  • 03/11/2018 15:29:15

    Cooperação francesa realiza tournê "Eferveciências" em Angola

    Luanda - Uma tournê de conferências-espectáculos académica realiza-se de 6 a 9 de Novembro, em quatro províncias do País, no âmbito do inovador projecto "Eferveciências" (Effervesciences), a ser ministrada pelo pesquisador francês Richard Eastes, numa iniciativa da cooperação francesa em Angola, soube hoje (sábado) a Angop.