Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

01 Fevereiro de 2019 | 03h00 - Actualizado em 01 Fevereiro de 2019 | 03h00

Bié: Gabinete provincial da educação necessita mais 60 novas escolas

Cuito - O gabinete provincial da educação no Bié, necessita de sessenta e seis novas escolas com doze salas de aulas cada, para diminuir o número de crianças que se encontram fora do sistema de ensino escolar e melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bié: Pereira Alfredo - Governador da província(Arquivo)

Foto: Leonardo Castro

A informação foi prestada hoje, quinta-feira, pelo governador da província do Bié, Pereira Alfredo, no município da Nharea, quando procedia a abertura do ano lectivo de 2019,  sublinhando que as instituições escolares vão permitir inserir mais de 80 mil crianças que se encontram fora do sistema escolar.

Segundo o governador Pereira Alfredo o problema da insuficiência de sala de aulas e professores tem criado vários constrangimentos no sector da educação, visto que o governo continua engajado na erradicação do analfabetismo no seio das populações, tarefe difícil, tendo em conta o aumento da densidade populacional.

“Para melhorar a qualidade de ensino e  aprendizagem é necessário construir novas salas, enquadramento de novos professores, associada aposta na formação e capacitação contínua dos professores, sobretudo daqueles sem agregação pedagógica" frisou.

Por seu turno, o director provincial do gabinete de educação no Bié, António Manuel, afirmou no presente ano lectivo, a sua instituição matriculou em todo sistema de ensino, 605 mil alunos, mais de 50 mil alunos em relação o ano passado. As aulas serão asseguradas por 13 mil e 656 professores, que labutam mil 450 escolas, razão de 4 mil 680 salas de aulas.

Para tal, pediu dos gestores escolares maior, controlo, disciplina, responsabilidade e rigor na distribuição dos horários, de forma a se racionar os recursos humanos nas escolas.

Presenciaram o evento, membros do governo da província do Bié, deputados, entidades religiosas, autoridades tradicionais, representantes de partidos políticos e população em geral.

Entretanto, no quadro da abertura do ano lectivo 2019, foram inauguradas três novas escolas do ensino primário, no município da Nharea, 170 quilómetros a Leste do Cuito (Bié), visando melhorar a qualidade de ensino nas comunidades.

As escolas foram erguidas nas localidades de Capeio com seis salas de aulas, sector Cangolongholo com quatro salas e oito na sede municipal da Nharea, financiadas pela Organização não-governamental norte americana “RESI”, através da Exxon Mobil, do Fundo de Apoio Social (FAS) e da administração municipal.

Leia também
  • 05/02/2019 17:09:10

    Governo da Lunda Sul prioriza conclusão de escolas e unidades sanitárias

    Saurimo - O governo da Lunda Sul priorizar a conclusão, no primeiro trimestre deste ano, das obras de infra-estruturas escolares e sanitárias, com vista a reduzir a superlotação nas salas de aula e desafogar os hospitais.

  • 05/02/2019 14:54:48

    Novos professores em seminário de refrescamento no Bié

    Cuito - Duzentos novos professores admitidos na função pública, em 2018, no município do Cuito, capital da província do Bié, participam desde hoje, terça-feira, em seminário de refrescamento.

  • 05/02/2019 12:12:29

    Mil e 500 alunos de Quipungo em novas salas de aula

    Quipungo - Mil e 500 alunos começaram, nesta terça-feira, a estudar em condições mais cômodas, no município de Quipungo, com a inauguração, na segunda-feira, de 15 novas salas de aula.

  • 01/02/2019 16:54:24

    Magistério primário introduz curso de ensino pré-escolar

    Mbanza Kongo - A escola de magistério primário "Daniel Mvemba", no município de Mbanza Kongo, província do Zaire, vai neste ano lectivo contar, no seu plano curricular, com o curso de ensino pré-escolar, informou hoje, sexta-feira, o seu director, Mbalu Lukaya.