Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

10 Dezembro de 2019 | 15h47 - Actualizado em 10 Dezembro de 2019 | 21h23

Ministra reafirma aposta na formação técnico profissional

Luanda - A ministra da Educação, Ana Paula Tuavanji Elias, reafirmou, nesta terça-feira, em Luanda, o compromisso do Executivo na melhoria da qualidade da formação técnico profissional, de modo a responder as exigências e necessidades do mercado do trabalho no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Ministra da Educação, Ana Paula Tuvanje Elias

Foto: Clemente dos Santos

A ministra, que falava na abertura da  Feira Nacional do Ensino Técnico-Profissional (FENATEC), destacou a importância da formação técnica-profissional na promoção da empregabilidade.

Ana Paula Tuavanji Elias disse que a aposta na melhoria da qualidade do ensino técnico profissional é o reflexo da orientação política do Executivo, plasmado nos planos de Desenvolvimento Nacional e de Formação de Quadros.

Em relação ao evento, que decorre sob o lema “Construir o futuro olhando para a formação técnico do presente”, a ministra realçou que pretende-se incentivar a pesquisa científica e promover o intercâmbio escolar, provincial e nacional para a troca de experiências pedagógicas entre as instituições de ensino e as entidades empregadoras.

Eventos dessa natureza, sublinhou, podem proporcionar a elaboração e desenvolvimento de projectos inter-disciplinares, voltados para o desenvolvimento sustentável do empreendedorismo e auto-emprego, bem como contribuir para a inovação de estratégias entre as escolas técnicas e as empresas.

A ministra considerou como uma oportunidade para se reflectir sobre as formas mais adequadas para se melhorar os projectos apresentados, de modo a se colocar  o país num patamar de desenvolvimento técnico e tecnológico compatível com o mundo actual.

" O evento tem o propósito de mostrar aos agentes educativos, a comunidade empresarial e o público em geral as capacidades desenvolvidas no ensino técnico-profissional e dar visibilidade aos vários processos que ocorrem nas diferentes escolas do país", frisou a titular da educação.

A feira promovida pelo Ministério da Educação decorre até ao dia 12 do corrente mês  e conta com a exposição de mais de 50 projectos nas áreas de electricidade, electrónica, telecomunicações, saúde, mecânica, construção civil, dentre outras.

À margem da feira, que conta com a participação de escolas das 18 províncias do país, serão analisados temas como " O papel do ensino técnico-profissional como resposta educativa e formatura aos desafios nacionais  de um desenvolvimento sustentável", " Estágios e boas práticas: dinâmicas de interacção para a criação de uma cultura de estágio", "Empreendororismo: uma alternativa dinâmica e funcional do mercado de trabalho para os diplomados do ensino técnico-profissional", dentre outros.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 10/12/2019 16:02:47

    Responsável incentiva apoio ao ensino técnico profissional

    Luanda - O director-geral do Instituto de Telecomunicações (ITEL), André Pedro, advogou, nesta terça-feira, em Luanda, a necessidade das empresas privadas apoiarem as instituições de ensino técnico profissionais, para o contributo dos estudantes no desenvolvimento sustentável do país.

  • 09/12/2019 20:04:01

    Universidades angolanas assinam acordo com portuguesa

    Luanda - As universidades José Eduardo dos Santos e Katyavala Bwila assinaram, em Lisboa (Portugal), diversos acordos no domínio da formação superior com a Universidade Nova de Lisboa.

  • 05/12/2019 19:50:58

    Educação e Padema avaliam cooperação

    Luanda - A colaboração da Plataforma para o Desenvolvimento da Mulher Africana (PADEMA) em projectos educativos angolanos foi aflorado, nesta quinta-feira, em Luanda, durante uma reunia entre a presidente da organização, Luzia Moniz, e a ministra da Educação, Ana Paula Tuavanji Elias.