Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

11 Dezembro de 2019 | 20h45 - Actualizado em 11 Dezembro de 2019 | 20h45

Responsável do GIVA sugere mais estágios profissionais

Luanda - A responsável do Gabinete de Inserção na Vida Activa (GIVA), Maria de Lurdes, sugeriu, nesta quarta-feira, em Luanda, que o Governo aprimore os mecanismos de parceria com as empresas a fim de viabilizar os estágios profissionais aos alunos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Alunos do IMIL carecem de estágios profissionais (arquivo)

Foto: Pedro Parente

Ao intervir durante a Mesa Redonda sobre Ensino Técnico-profissional em Angola, a responsável justificou o pedido com o facto de um considerado número de empresas ter deixado de receber estagiários, por alegada falta de condições técnicas e materiais.

Exemplificou o caso de 748 estudantes finalistas do Instituto Médio Industrial de Luanda (IMIL), cujos pedidos de estágio técnico foram condicionados por "falta de condições laborais e de transporte".

O IMIL forma profissionais nos cursos de petroquímica, química industrial,  informática, desenhador projectista, telecomunicações, energia e instalações eléctricas,  máquinas e motores, bem como mecatrónica, que carecem de estágios profissionais.

Para ultrapassar esse constrangimento, Maria de Lurdes considerou necessária uma relação estreita entre o Estado e as empresas para preparar convenientemente os estagiários e evitar que vão para o mercado de trabalho sem qualquer experiência.

Em relação ao GIVA, a responsável explicou que presta apoio em diversas áreas e continua a estabelecer contactos para facilitar os estágios profissionais, mas por causa da crise económica muitas vezes os pedidos têm respostas insatisfatórias.

Fez saber, entretanto, que alguns alunos desistem dos estágios, por falta de alimentação, razão por que pediu o apoio das famílias no acompanhamento dos seus educandos.

O GIVA é uma área de serviço das escolas criado para apoiar, informar, orientar o aluno no percurso de inserção escolar e/ou profissional e, consequentemente, a transição da escola para a vida activa.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 10/12/2019 16:02:47

    Responsável incentiva apoio ao ensino técnico profissional

    Luanda - O director-geral do Instituto de Telecomunicações (ITEL), André Pedro, advogou, nesta terça-feira, em Luanda, a necessidade das empresas privadas apoiarem as instituições de ensino técnico profissionais, para o contributo dos estudantes no desenvolvimento sustentável do país.

  • 10/12/2019 15:47:43

    Ministra reafirma aposta na formação técnico profissional

    Luanda - A ministra da Educação, Ana Paula Tuavanji Elias, reafirmou, nesta terça-feira, em Luanda, o compromisso do Executivo na melhoria da qualidade da formação técnico profissional, de modo a responder as exigências e necessidades do mercado do trabalho no país.

  • 09/12/2019 20:04:01

    Universidades angolanas assinam acordo com portuguesa

    Luanda - As universidades José Eduardo dos Santos e Katyavala Bwila assinaram, em Lisboa (Portugal), diversos acordos no domínio da formação superior com a Universidade Nova de Lisboa.