Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

23 Março de 2019 | 16h24 - Actualizado em 23 Março de 2019 | 16h23

Malanje vai albergar sede de Universidade Regional

Malanje - A província de Malanje vai albergar, em 2020, a sede da Universidade Regional, denominada “Njinga Mbande”, instituição que vai abranger também a província do Cuanza Norte, no âmbito da política do Ministério do Ensino Superior, Ciência e Inovação, que visa extinguir as Regiões Académicas do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O anúncio foi feito neste sábado, pelo vice-governador de Malanje para o sector Político, Social e Económico, Domingos Eduardo, durante a cerimónia de baptismo de 350 novos estudantes, 300 dos quais da Escola Superior Politécnica de Malanje e 50 da Faculdade de Medicina de Malanje, esta última afecta a Universidade Lueji A'NKonde.

Com a criação da Universidade Njinga Mbande, Malanje deixará de fazer parte da IV Região Académica, que compreende as províncias da Lunda Norte e Lunda Sul, enquanto que a província do Cuanza Norte deixará de integrar a VII Região, que compreende também a província do Uíge.

Domingos Eduardo disse que o referido projecto será brevemente discutido no Conselho de Ministros, realçando que a sua concretização vai abrir um novo paradigma no que toca a melhoria da gestão nas instituições de ensino superior das duas províncias, assim como irá transformá-las em pólo de investigação científica.

Garantiu que o governo de Malanje vai apoiar técnica e materialmente para o êxito do projecto.

Por sua vez, o director-geral interino da Escola Superior Politécnica de Malanje, Infeliz Coxe, disse que haverá maior interacção entre a unidade orgânica e as instituições a si afectas, tendo em conta a proximidade entre as províncias, o que terá reflexos positivos no processo de ensino e aprendizagem.

Explicou que com a institucionalização da Universidade Njinga Mbande, a Escola Superior Politécnica de Malanje e o Instituto Superior Politécnico de Malanje serão fundidos, idêntico procedimento acontecerá entre a Escola Superior Politécnica e o Instituto Superior Politécnico do Cuanza Norte, dando lugar apenas a Institutos Superiores Politécnicos nas respectivas províncias.

Assim sendo, a Universidade Njinga Mbande vai tutelar a Faculdade de Medicina de Malanje, Instituto Superior Politécnico de Malanje e o Instituto Superior Politécnico do Cuanza Norte.

Refere-se que dos novos estudantes baptizados, 300 são da Escola Superior Politécnica de Malanje, inscritos nos cursos de Matemática, Pedagogia, Hotelaria e Turismo, Sociologia e Psicologia, enquanto os outros 50 vão frequentar o curso de Medicina, na Faculdade de Medicina de Malanje.

Leia também