Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

16 Abril de 2019 | 11h51 - Actualizado em 16 Abril de 2019 | 12h04

Guiné-Bissau: Congresso sobre educação ambiental fortifica CPLP

Bubaque - O secretário de Estado para o Ensino Técnico Profissional, Jesus Baptista, considerou o congresso internacional de educação ambiental da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) como um elemento fortificador dos estados membros.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretário de estado da educação, Jesus Joaquim Baptista (arquivo)

Foto: Pedro Parente

No segundo dia de trabalhos do evento, que se realiza em Bubaque,  capital do arquipélago de Bijagos, Jesus Baptista adiantou tratar-se de uma plataforma de partilha de ideias e conhecimentos que interligados podem fortificar a CPLP para o bem da  comunidade.  

Em declarações à imprensa, considerou que a educação ambiental deve começar na escola, nos seus mais variados níveis de ensino, uma actividade que deve ser comum, envolvendo para isso toda a sociedade.  

No caso particular de Angola, Jesus Baptista informou que tem sido um trabalho iniciado com os alunos, permitindo que seja encarada como uma necessidade para todos.  

Neste sentido, assinalou,   tem sido preocupação do Executivo a produção de conteúdos sobre esta matéria.  

Angola participa no evento, a decorrer até sexta-feira, com uma delegação que integra o Embaixador de Angola na Guiné-Bissau,  Daniel Rosa, técnicos dos ministérios da Educação e do Ambiente, assim como da missão diplomática em Bissau.  

Promovido pela RedeLuso, o evento que congrega 400 delegados e decorre sob o lema "Crise ecológica e migrações: leituras e respostas da educação ambiental".  

O programa reserva abordagens sobre "educação do ambiental do século XXI: caminhos e desafios", "a educação ambiental nos equipamentos, conservação e gestão ambiental", e "a educação ambiental no sistema educativo".  

A abordagem da "educação ambiental na valorização socioeconómica das comunidades locais" e "a educação ambiental como contributo para a conservação dos valores e saberes tradicionais", estão igualmente agendados.  

Assuntos Angola  

Leia também