Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

24 Maio de 2019 | 15h28 - Actualizado em 24 Maio de 2019 | 17h15

INAAREES cria plano de emergência para atender demanda

Luanda - O Instituto Nacional de Avaliação, Acreditação e Reconhecimento de Estudos do Ensino Superior (INAAREES), o único no país que vela por estas questões, criou um plano de emergência para atender aos utentes e diminuir as enchentes que se registam, nos últimos dias, na instituição.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Utentes dos serviços do INAAREES

Foto: Clemente

Para o efeito, a instituição requisitou 25 funcionários do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, que vão juntar-se aos 31 do INAAREES, para,   em quatro semanas, emitir um total de 11.200 documentos.

A intenção é acelerar o processo de entrega e recepção dos documentos.

O prazo mínimo para a homologação de um certificado/diploma é de 15 dias, enquanto o máximo é de 30, mas o documento pode ficar pronto antes deste horizonte temporal.

Segundo o seu director-geral, Jesus Tomé, que falava em conferência de imprensa, o plano, iniciado nesta sexta-feira, visa acelerar os trabalhos e dar resposta, em tempo útil, ao processo de homologação e reconhecimento.

Jesus Tomé acrescentou que passarão a trabalhar de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h, para a recepcção e entrega de documentos, ao contrário do actual sistema de atendimento que ocorre apenas de segunda a quarta-feira.

Ressaltou que, em 2018, detectaram 54 documentos falsos para o reconhecimento e 15 para homologação, cujos casos foram encaminhados para o Serviço de Investigação Criminal.

Este ano, já foram detectados 13 documentos falsos em fase de reconhecimento e cinco em homologação.

Actualmente, os utentes esbarram, sucessivamente, pelo facto de o  INAAREES não prestar serviços céleres nem informar o público sobre a demora da resolução dos pedidos,  o que os leva a perderem a esperança de ver o documento reconhecido ou homologado.

Nos últimos três meses, foram abertos muitos concursos públicos para o acesso à função pública, sendo um dos requisitos exigidos aos candidatos o reconhecimento e a homologação dos certificados de habilitações ou diploma.

O INAAREES é uma instituição pública dotada de personalidade jurídica, autonomia administrativa, financeira e patrimonial, com a missão de promover e monitorar a qualidade das condições  técnicas, pedagógicas e científicas dos serviços prestados pelas instituições de ensino superior.

A instituição existe desde 2009, designava-se Gabinete de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (GAAES), tem ainda a missão de homologar certificados de habilitações do ensino superior, feitos em Angola e no exterior (equivalência de graus e títulos académicos).

Assuntos Angola  

Leia também
  • 24/05/2019 15:57:12

    INAAREES aposta em solução tecnológica

    Luanda - O Instituto Nacional de Avaliação, Acreditação e Reconhecimento de Estudos do Ensino Superior (INAAREES) vai, a partir de Agosto, implementar uma solução tecnológica para permitir aos utentes receberem os seus diplomas já homologados na cerimónia de outorga.

  • 24/05/2019 14:08:51

    Especialistas defendem reforço do OGE para primeira infância

    Luanda - O reforço do orçamento geral do Estado (OGE) para a Educação da Primeira Infância foi defendida, na quinta-feira, em Luanda, por especialistas do sector, de forma a ajudar a responder aos objectivos do Programa Nacional de Desenvolvimento 2018/2022.

  • 23/05/2019 14:05:23

    MED apresenta proposta da Política Curricular

    Luanda - A proposta de Lei da Política Curricular, que prevê uniformizar as dimensões curriculares e contextualizar os conteúdos a realidade angolana, foi, nesta quinta-feira, tornada pública em acto presidido pela ministra da Educação, Cândida Teixeira.