Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

22 Maio de 2019 | 16h50 - Actualizado em 22 Maio de 2019 | 16h50

MED pretende atingir 24 por cento de cobertura na Primeira Infância

Luanda - O Ministério da Educação (MED) pretende, até 2022, atingir a cifra de 24 por cento de cobertura educativa na Primeira Infância, elevando os actuais 11, a afirmou, nesta quarta-feira, em Luanda, o director Nacional da Educação Pré-escolar, Muanda Mbiqui.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

alunos em Escola do 1º Ciclo do Ensino Secundário

Foto: JOAQUINA BENTO

O responsável, que falava à imprensa durante o I  Fórum Nacional sobre Educação da Primeira Infância, referiu que a meta será mediante o aumento de modalidades de educação e do número de jardins-de-infância e salas da iniciação, bem como implementar um modelo alternativo de baixo custo para a educação da primeira infância (TUPPI).

Sensibilização dos vários actores, responsabilização dos técnicos do MED, da estrutura provincial, das Administrações Municipais, das famílias e das comunidades sobre a importância da educação e cuidados na primeira infância.

Por sua vez, o secretário de Estado para o Ensino Pré-Escolar, Pacheco Francisco, disse que o número de crianças dos 0 aos 6 anos que se beneficiam do atendimento escolar é ainda desproporcional, avaliando os objectivos preconizados pelo Plano Nacional de Desenvolvimento para a Educação 2018-2022.

De acordo com o responsável, o investimento nos anos iniciais apresenta maiores benefícios sociais e alta taxa de retorno económico, tanto em termos individuais, quanto colectivos para a sociedade e a forma mais eficaz de reduzir as assimetrias.

Em dois dias de actividade especialista debatem, entre outros temas, “A política nacional e advocacia sobre a educação na primeira infância”, Fortalecimento da educação na primeira infância (desafios e perspectivas) ” e “Gestão de informação, fiscalização, monitoria e avaliação da educação na primeira infância”.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 22/05/2019 19:28:58

    Utentes pedem descentralização dos serviços do INAAREES

    Luanda - Os utentes do Instituto Nacional de Avaliação, Acreditação e Reconhecimento de Estudos do Ensino Superior (INAAREES), a única instituição no país que vela por estas questões, exortam a descentralização dos serviços, para se evitar o excesso de burocracia.

  • 22/05/2019 17:48:43

    UNICEF quer maior investimento na primeira infância

    Luanda - O representante do UNICEF em Angola, Abubacar Sultan, apelou, nesta quarta-feira, em Luanda, aos líderes governamentais a priorizar e disponibilizar recursos adequados para a educação pré-escolar de forma a garantir as crianças a oportunidade de sucesso numa economia globalizada.

  • 16/05/2019 16:20:06

    Bolsas do INAGBE estão pagas até Março

    Luanda - O Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudos (INAGBE) tem regularizado o pagamento dos subsídios dos bolseiros angolanos no exterior, até ao mês de Março último.