Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

14 Agosto de 2019 | 15h09 - Actualizado em 14 Agosto de 2019 | 15h08

MINJUD quer associações estudantis ao serviço do país

Luanda - A ministra da Juventude e Desporto, Ana Paula do Sacramento Neto, apontou, nesta quarta-feira, em Luanda, o associativismo estudantil como um dos alicerces para a uma ampla participação dos jovens no desenvolvimento social e económico do país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ana Paula do Sacramento Neto, que falava na abertura do Fórum “O movimento associativo estudantil angolano”, adiantou que o Estado promove e incentiva a criação de plataformas juvenis e estudantis, por serem parceiras primordiais na dinâmica e materialização dos direitos e políticas para a referida franja.

“Os movimentos associativos juvenis e estudantis sempre contribuíram, com quadros de referência e de reconhecida qualidade, revestidos de notável patriotismo e cidadania, comprometidos com o bem comum que muito fizeram e até hoje fazem para o engrandecimento do país”, sublinhou.

A governante destacou ainda a necessidade de os membros das associações estudantis manterem a organização cada vez mais forte e sólida, por serem elementos fundamentais na transmissão de princípios e valores.

Mostrou-se preocupada com o oportunismo de alguns estudantes que se apresentam como representantes legítimos de movimentos estudantes, solicitando diversos apoios, bem como casos de líderes que não respeitam os estatutos e normas internas da organização.

O fórum, uma promoção do Instituto Angolano da Juventude (IAJ), em alusão ao Dia Mundial da Juventude (12 de Agosto), teve como objectivo criar um amplo movimento de reflexão à volta dos novos desafios das organizações juvenis e estudantis e o seu contributo para o desenvolvimento do país, bem como promover uma maior interacção entre os estudantes e as plataformas estudantis, reforçar a capacidade organizacional e de liderança dos responsáveis.

O encontro, que contou com a participação de representantes do ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação e de estudantes de diversas  universidades públicas e privadas, visou igualmente despertar as organizações juvenis sobre o seu papel de advocacia diante dos órgãos que velam pela implementação das políticas para a juventude e direitos dos estudantes.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 13/08/2019 21:28:06

    Actores educativos apontam valências do PAT

    Huambo - O aumento dos níveis de aproveitamento escolar, a capacidade de compreensão e o rápido aprendizado na escrita e leitura dos alunos que Beneficiam Programa de Aprendizagem para Todos (PAT) foram apontados, na província do Huambo, como alguns dos benefícios alcançados desde a sua implementação, em 2017.

  • 13/08/2019 15:35:33

    Lubango ganha escola primária

    Luanda - Uma escola primária com 13 salas de aula para mil e trezentos alunos foi inaugurada, nesta terça-feira, no bairro da Mitcha, no Lubango (Huíla).

  • 09/08/2019 15:54:52

    Sinprof quer filiados envolvidos no combate à corrupção

    Caxito- O secretário provincial do Sindicato dos Professores no Bengo, César Gomes António, quer maior intervenção dos filiados no combate aos casos de corrupção e assédio sexual nas escolas.