Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

22 Agosto de 2019 | 14h14 - Actualizado em 22 Agosto de 2019 | 15h19

Universidades públicas recebem meios de transporte

Luanda - O Governo angolano procedeu, nesta quinta-feira, a entrega de 20 autocarros às universidades públicas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Os meios foram entregues em cumprimento de uma promessa feita pelo Presidente da República, João Lourenço, aquando da visita ao Campus da Universidade Agostinho Neto (UAN), em Novembro de 2018.

A Universidade Agostinho Neto (UAN) recebeu oito viaturas, e 14 foram foram distribuídas às demais instituições de ensino superior, todas com capacidade para 62 pessoas, cada uma.

A ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI), Maria do Rosário Sambo, disse que os meios servem para mitigar os constrangimentos de locomoção de estudantes, professores e o pessoal técnico administrativo.

Por seu turno, o vice-reitor da UAN para administração e gestão, Pepe de Gove, informou que esses autocarros farão as rotas Marginal de Luanda (Faculdade de Ciências), Cacuaco, Aeroporto (Faculdade de Engenharia) e a zona do Calemba 2.

Pela exiguidade de meios, adiantou, a UAN consertou com a TCUL a abertura de uma linha do Calemba 2/Campus da UAN/Camama.

As faculdades de Engenharia e de Ciências, por se encontrarem fora do Campus Universitário, têm cada uma um autocarro. Dentro do Campus ficarão quatro, para transportar os estudantes e trabalhadores nos cerca de dois quilómetros das entradas para as instalações.

A UAN conta com dois mil 200 estudantes, 300 professores e 220 trabalhadores.

Para o reitor da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, Orlando da Mata, os meios vão garantir maior mobilidade aos estudantes e docentes.

Para a Huíla, disse, os meios vão juntar-se aos já existentes e encurtar as distâncias dos estudantes que vivem nos municípios e as unidades orgânicas da universidade sedeadas na cidade do Lubango.

O país está dividido em oito regiões académicas e cada uma com a sua universidade.

Trata-se das universidades Agostinho Neto, Katyavala Buila, Lueji A'Nkonde, José Eduardo dos Santos, Mandume Ya Ndemufayo, Kimpa Vita, 11 de Novembro e Cuíto Cuanavale.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 19/08/2019 08:34:51

    MESCTI adia prova para candidaturas a bolsas de estudos

    Luanda - A prova de conhecimento para candidaturas ao programa de envio anual de licenciados angolanos para as melhores universidades do Mundo foi adiada para 22 deste mês, anunciou, esta segunda-feira, o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI).

  • 15/08/2019 16:27:43

    Harmonização curricular melhora qualidade de ensino

    Luanda - O reitor da Universidade Privada de Angola (UPRA), Carlos Alberto Pinto de Sousa, afirmou, nesta quinta-feira, em Luanda, que a harmonização dos currículos no ensino superior proporcionará a melhoria na qualidade e a mobilidade de docentes e discentes.

  • 15/08/2019 13:12:42

    Ensino Superior estuda inovação do INAAREES

    Luanda - O Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação anunciou, nesta quinta-feira, em Luanda, a abertura de um concurso público para o desenvolvimento de uma Solução para Gestão do Processo de Homologação e Reconhecimento de Estudos do Ensino Superior.