Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

15 Setembro de 2019 | 14h23 - Actualizado em 15 Setembro de 2019 | 14h23

Responsável destaca contribuição dos liceus Eiffel na formação de quadros no país

Ndalatando - O responsável do departamento do ensino geral do gabinete provincial do Cuanza Norte da Educação, António da Costa, destacou sábado, em Ndalatando, o contributo dos liceus Eiffel em prol da formação de quadros no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Falando no acto de abertura do 4º acampamento nacional dos alunos finalistas dos liceus Eiffel, o responsável reconheceu o empenho desta instituição para o alargamento da rede escolar local, com vista a redução do número de crianças fora do sistema de ensino.

Solicitou a contínua aposta dos liceus Eiffel num ensino dinâmico orientado para a formação de quadros qualificados, juntando-se aos esforços do Governo neste sentido.

Realçou os “bons resultados” que os estudantes desta rede escolar têm obtido ao longo da sua existência, daí que se deve continuar a apostar na capacitação dos seus formandos.

Encorajou o cumprimento e a manutenção do acordo entre o ministério angolano da Educação, a Total e a Missão Laica Francesa, no quadro dos princípios estabelecidos sobre a gestão das escolas da rede Eiffe.

Por sua vez, a representante da missão diplomática daquele país europeu, Irene Kisch, afirmou que o seu país vai continua a apoiar os liceus Eiffel, para contribuirem no desenvolvimento sócio-económico nacional.

Sublinhou que a rede escolar Eiffel no país se tem notabilizado na formação de quadros de qualidade e a Embaixada de França em Angola é um parceiro importante do sector da Educação, razão pela qual o seu país tem contribuído na implementação de um conjunto de acções no domínio do ensino nacional.

Informou que 54 estudantes das escolas da rede Eiffel beneficiaram de bolsas de estudo este ano, o que possibilitou aos mesmos prosseguirem a formação no ramo das engenharias em França.

Durante três dias, 168 finalistas dos liceus Eiffel das províncias do Cuanza Norte, Bengo, Malanje e do Cunene vão participar no 4º acampamento nacional desta rede de escolas do II ciclo de ensino secundário, para troca de experiências.

Além do convívio, os alunos tomarão contacto com as potencialidades económicas, turísticas e culturais da região, bem como participarão em actividades educativas e pedagógicas.

A rede Eiffel conta com quatro liceus localizadas em Ndalatando (Cuanza Norte), Caxito (Bengo),  Ondjiva (Cunene) e Malanje e tem matriculados neste ano lectivo 571 alunos da 10ª a 12ª classe, cujas aulas são asseguradas por 63 professores.

As escolas Eiffel são o resultado de uma parceria, assinada em 2008, entre o Ministério da Educação de Angola, a Total E&P Angola e a Missão Laica Francesa e já formaram mil e 312 jovens desde a sua criação.

No Cuanza Norte, o Liceu Eiffel de Ndalatando formou desde a sua criação, em 2009, perto de 400 técnicos médios em Ciências Físicas e Biológicas e neste ano lectivo vai disponibilizar para o mercado de trabalho mais 49 novos técnicos.

Leia também
  • 13/09/2019 11:54:17

    Município do Mucaba necessita mais de 100 professores

    Uíge - Cento e 67 professores do ensino primário, I e II Ciclo são necessários para responder a demanda no município do Mucaba, informou hoje, o director municipal da Educação, João Moniz.

  • 12/09/2019 16:14:53

    MED procede levantamento dos custos por alunos

    Menongue - O Ministério da Educação (MED) está a promover um levantamento de informações sobre os custos financeiros por aluno, para a melhoria e o crescimento do aprendizado escolar na primeira infância, pré-escolar até a 6ª classe.

  • 11/09/2019 13:12:49

    Governador do Bié quer comunidades envolvidas na alfabetização

    Cuito - O governador do Bié, Pereira Alfredo, destacou, terça-feira, a necessidade de as famílias rurais aderirem as aulas de alfabetização, de forma activa, para contribuirem para o desenvolvimento da província e do país.