Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

21 Fevereiro de 2020 | 22h21 - Actualizado em 21 Fevereiro de 2020 | 22h20

Huíla: Ensino de línguas nacionais abrange mais 20 mil alunos

Lubango - Pelo menos 24 mil alunos da província da Huíla estão desde 2015 a aprender as línguas nacionais, Umbumdo, Nyaneka e Nganguela, em mais de 150 escolas do primeiro ao secundo ciclo, através do processo de introdução da língua materna no currículo escolar, processo dirigido por 450 professores.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi avançada hoje, sexta-feira, nesta cidade pelo coordenador provincial das Línguas Nacionais na Huíla, Ezequiel Kambindangolo, durante o I Encontro Provincial da Língua Materna, na Huíla, afirmando que dos 14 municípios da província, apenas o Chipindo e Caconda aguardam pelo processo.

Referiu que o número ainda não satisfaz, mas com base no plano curricular que foi elaborado pelo Instituto de Desenvolvimento Curricular da Educação, vão para a fase de generalização nas escolas.

“Ainda nos deparamos com a falta de material, preconceito e colonização linguística, pois muitos intelectuais ainda desencorajam, passando uma mensagem de que as línguas nacionais não prestam e com isso retira-se a identidade cultural e linguística das pessoas”, disse.

Realçou ser altura de consciencializar mais a sociedade para perceberem aos poucos a importância das línguas nacionais maternas e perspectivam inserir mais línguas no ensino, para usar igualmente nas administrações, tribunais, escolas, entre outras instituições.

Por sua vez o director do gabinete da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, Osvaldo Lunda afirmou que as pessoas devem dar mais valor a língua que os identifica.

Fez saber que para além das três línguas maternas leccionadas na província, foi adicionada para o ano lectivo em curso, o Côkwe no pacote das línguas ministradas e esperam que com o passar do tempo sejam mais valorizada e inseridas na academia.

Já o soba grande da Huíla, Joaquim Huleipo destacou a importância da língua nacional para o país, daí a necessidade dos pais passarem para os seus filhos, assim como aprenderem nas escolas.

“Todos devem aprender as línguas nacionais e deixar de ter vergonha de falar e mostrar a sua cultura linguística. Nas comunidades nos nossos filhos são obrigados a falar a língua nacional”, alertou.

O Dia Internacional da Língua Materna foi instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) em 1999 e é comemorado por todos os países membros. A efeméride visa promover e preservar todas as línguas faladas pelas populações de todo o mundo.

Leia também
  • 21/02/2020 08:09:45

    Uíge recebe manuais gratuitos para ensino primário

    Uíge - A província do Uíge recebeu 443 mil e 450 manuais escolares da iniciação à 6ª classe, anunciou a directora interina do Gabinete da Educação, Fernanda Mulelo André.

  • 20/02/2020 17:59:09

    Comuna do Condé ganha nova escola primária

    Sumbe - Uma nova escola do ensino primário com seis salas de aula, com capacidade de albergar 480 alunos, foi inaugurada hoje (quinta-feira), no bairro "Bem-vindo", comuna do Condé, município do Ebo (província do Cuanza Sul).

  • 19/02/2020 13:50:00

    MED avalia infra-estruturas escolares no país

    Ndalatando - O Ministério da Educação (MED) está a proceder ao levantamento do estado das infra-estruturas escolares e as necessidades de cada província, informou, na terça-feira, em Ndalatando, o director geral do instituto Nacional de Formação de Quadros, Isaac Paxe.