Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

17 Março de 2020 | 16h25 - Actualizado em 17 Março de 2020 | 16h25

Cuando Cubango inicia distribuição de material escolar

Menongue - O processo oficial de distribuição do material didáctico no Cuando Cubango iniciou hoje, terça-feira, numa acção orientada pelo governador da província, Júlio Bessa.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Numa primeira fase estão disponíveis 210 mil 270 manuais, dos 337 mil 500 previstos.

Durante o acto, Júlio Bessa solicitou aos alunos maior cuidado na conservação do material, sobretudo evitar escrever nos manuais e extravio.

Incentivo ainda os alunos a apostar  na formação contínua para contribuirem no desenvolvimento da província.

Por seu turno, a vice-governadora para área económica, política e social, Carla Cativa, destacou a importância que o Executivo atribui ao sector da educação para a melhoria da qualidade do ensino e aprendizagem no país, em particular no Cuando Cubango.

Em declarações à imprensa, a responsável reconheceu que o material escolar, a ser distribuído de forma gratuita, vai ajudar muito os filhos daquelas populações carenciadas que vivem nas localidades de difícil acesso, daí ter apelado para evitar a sua venda.

Avançou que, neste particular, foi criada uma comissão para controlar ou verificar em todas províncias o processo de distribuição, alertando que quem for encontrado a comerciá-lo será responsabilidade criminal e judicialmente.

O processo de distribuição decorre igualmente nos municípios do Cuito Cuanavale e Cuchi, por causa da facilidade de vias de acesso (estradas).

Formação

Mais de 60 inspectores do Gabinete da Educação no Cuando Cubango, entre provinciais e municipais, estão a ser capacitados em matérias inspectivas com a finalidade de melhor gestão, auxílio e prestação de serviços nas instituições escolares.

Esta formação de formadores tem a duração de cinco dias e visa, essencialmente, capacitar os participantes em matérias de inspecção para, no final, formarem outros nas sedes municipais.

Pretende-se ainda permitir que os inspectores estejam continuamente melhor preparados para a actividade de controlo no processo de ensino e aprendizagem, bem como inspeccionar o funcionamento administrativo, pedagógico, o trabalho técnico-científico, no âmbito do reforço da acção inspectiva.

O papel e competências de um inspector, a deontologia profissional, entre outros, constam da agenda em abordagem.

O Cuando Cubango controla 35 inspectores e para satisfazer a demanda necessita de 40 provinciais e 25 em cada um dos nove municípios, perfazendo um total de 265 inspectores.

Apontou como desafios a continuidade de qualidade no processo de ensino permitir que haja infra-estruturas escolares em 9 municípios e 32 comunas.

Para o presente ano lectivo, o Cuando Cubango matriculou 170 mil alunos em vários sistemas de ensino, que estão a estudar em 278 escolas, num total de 1719 salas de aulas, das quais irão trabalhar 5 mil  556 professores.

   

Leia também
  • 13/03/2020 19:09:04

    ISPPM arranca ano académico com mais de mil estudantes

    Menongue - O Instituto Superior Privado de Menongue (ISPPM), única instituição do ensino superior privado na província do Cuando Cubango, arrancou o ano académico 2020 com 1594 estudantes, 400 dos quais matriculados pela primeira vez.

  • 11/03/2020 01:25:18

    Escola de ensino especial carece de professores

    Mbanza Kongo - Nove professores especializados em linguagem gestual são necessários para completar o quadro docente na Escola do Ensino Especial, localizada na cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, informou, nesta terça-feira, o director da instituição, Pedro Cordeiro.

  • 11/03/2020 01:11:57

    Gabinete da Educação distribui mais de 300 mil manuais

    Luena - Trezentos e 17 mil e 195 livros escolares diversos para o ensino primário estão a ser distribuídos, gratuitamente, desde terça-feira (10), no Luena (Moxico), pelo Gabinete Provincial da Educação.