Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

18 Maio de 2020 | 15h48 - Actualizado em 18 Maio de 2020 | 21h33

Covid-19: Bolseiros vindos da Rússia em quarentena

Luanda - Com vista a evitar novos casos importados da covid-19, o Governo colocou em quarentena institucional os 250 bolseiros angolanos regressados, na noite de domingo (dia 17), da Federação Rússia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bolseiros angolanos regressados da Rússia cumprem quarentena institucional obrigatória no quadro da prevenção à covid-19 (ARQ)

Foto: Clemente Santos

“Resgatados” pelo Governo angolano, os estudantes, na sua maioria finalistas, chegaram a Luanda a bordo de um avião da TAAG e vão cumprir a quarentena obrigatória em diferentes unidades hoteleiras da capital, preparadas para o efeito.

Na recepção ao grupo, no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, a ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, explicou à imprensa que o repatriamento dos bolseiros é temporário e resulta de uma concertação entre os Estados angolano e russo.

“A Rússia é o terceiro país mais afectado pela covid-19. Em concertação com o Estado russo, decidiu-se o repatriamento temporário deste pessoal bolseiro, maioritariamente finalistas. Um ganho para o país”, expressou.

Material de Biossegurança

Sobre o equipamento de biossegurança chegado da China na noite de domingo, a também porta-voz da Comissão Interministerial para Resposta à Covid-19 esclareceu tratar-se do segundo carregamento de mercadorias de um lote de 380 toneladas, previsto para combater a pandemia.

Segundo a governante, nesta segunda remessa foram recepcionadas 35 toneladas, perfazendo um total de 105, tendo em conta que, na semana passada, chegou o primeiro carregamento de 70 mil quilogramas de meios diversos para prevenção da doença.

“Neste carregamento destacam-se materiais como termómetros-infravermelhos e camas tripartidas, além de luvas, máscaras, fatos e viseiras, dentro do esforço do Governo para a cobertura nacional. Aliás, ainda esta semana começa a distribuição pelas diversas províncias”, frisou.

Passadas 72 horas, Angola mantém os 48 casos positivos, com dois óbitos, 17 recuperados e 29 activos (clinicamente estáveis), de acordo com a última actualização de dados da pandemia no país feita domingo pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda

Leia também
  • 16/05/2020 21:33:21

    Lubango necessita de 10 mil carteiras escolares

    Lubango - Dez mil carteiras escolares são necessárias para apetrechar 81 salas de aula públicas do primário e II ciclo do ensino secundário em construção no Lubango, província da Huíla.

  • 16/05/2020 21:12:52

    Lubango ganha complexo do ensino especial

    Lubango - Quinhentos e cinquenta alunos com necessidades educativas especiais, da iniciação ao II ciclo do ensino secundário, ganharam um moderno complexo escolar afecto à Igreja Católica, no Lubango, província da Huíla.

  • 13/05/2020 16:59:06

    Novas escolas na Chibia vão acolher 3 mil alunos

    Chibia - Vinte e nove escolas estão a ser construídas no município de Chibia, província da Huíla, no âmbito do Programa Integrado de Intervenção Municipal (PIIM), em benefício de 3 mil alunos do ensino geral.