Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

02 Julho de 2020 | 20h25 - Actualizado em 02 Julho de 2020 | 20h25

Baía-farta beneficia de quatro escolas

Benguela - Quatro escolas de sete salas de aulas cada, com capacidade para dois mil e 900 alunos, estão a ser erguidas no município da Baía-farta, 27 quilómetros a sul da cidade de Benguela, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

As infra-estruturas estão a ser construídas nas povoações do Saco e nos bairros do Calumbo, Alto Liro e Kassanji e têm um prazo de execução de cinco a nove meses.

Cada escola vai comportar, além das salas de aulas, sala de professores, área administrativa, pátios, dentre outras áreas.

Falando no final de uma visita de fiscalização dessas empreitadas, o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas de Benguela, Leopoldo Muhongo, disse que existe um equilíbrio aceitável entre o nível de execução das obras e o valor financeiro desembolsado.

“De forma particular, paira alguma preocupação na obra que está a ser executada na povoação do Calondo, na comuna do Dombe Grande, onde sentimos algumas dificuldades do ponto de vista de explicação e conceitos técnicos por parte do fiscal, que vamos ter de resolver junto da própria administração”, adiantou.

Na mesma senda, referiu que vão exigir que o projecto seja implementado como definido previamente e que seja garantida uma obra de qualidade e durável.

Leopoldo Muhongo enfatizou que todos aqueles que não cumprirem com os acordos formulados com o estado, via administração municipal, serão responsabilizados.

Pediu as comunidades que fiscalizem também a execução dessas empreitadas, alertando as autoridades sobre determinadas anomalias que possam comprometer a sua qualidade e durabilidade.

Na ocasião, disse que o grau de execução financeira é muito relativo, pois até ao momento houve apenas o pagamento da prestação inicial (15 por cento) do valor de cada uma das empreitadas, quer a nível das escolas como das vias de acesso.

Os próximos desembolsos só vão ocorrer após validação da qualidade e dos prazos das empreitadas pelos fiscais e após supervisão das autoridades.   

Durante a jornada, foram visitadas também as obras dos 40 quilómetros de terraplanagem da via de acesso à povoação do Muhaningo e de asfaltagem do acesso ao cemitério municipal.

O PIIM foi lançado em meados de 2019, pelo Presidente da República, João Lourenço, e prevê a concretização de projectos de vias de comunicação, repartidos pela colocação de asfalto, reabilitação e terraplanagem de estradas, bem como a instalação e reparação de pontes.

A província de Benguela tem aprovados 62 projectos no âmbito do PIIM,  avaliados em 11 mil milhões 446 milhões 924 mil e 563 kwanzas, 31 dos quais já estão em execução desde o passado dia 07 de Maio. Os projectos destinados aos municípios de Benguela, Bocoio, Lobito, Caimbambo e Ganda aguardam pela aprovação do  Ministério das Finanças e o pagamento da primeira prestação.

Leia também
  • 15/06/2020 18:44:59

    PIIM proporciona 231 novas salas de aulas em Benguela

    Benguela - Duzentas e trinta e uma novas salas de aulas entram em funcionamento no próximo ano lectivo, na província de Benguela, no âmbito da implementação do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

  • 10/06/2020 20:22:12

    Covid-19: Setenta por cento das escolas de Benguela sem água

    Benguela - Cerca de 70 por cento das escolas do ensino primário, I e II ciclos da província de Benguela estão sem água potável, informou o director do Gabinete Provincial da Educação, Calopa Mário.

  • 05/06/2020 19:23:44

    Piaget forma docentes para ensino à distância

    Benguela - O Instituto Superior Politécnico Jean Piaget de Benguela colocou hoje, sexta-feira, no mercado, o primeiro grupo de 33 docentes especializados em ensino à distância, formados nesta instituição, apurou a Angop.