Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

25 Setembro de 2020 | 16h48 - Actualizado em 25 Setembro de 2020 | 16h48

Covid-19: Ministra reconhece dificuldades nas IES

Lubango - A ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria Bragança Sambo, apontou, nesta sexta-feira, no Lubango, a inexistência de capacidade financeira e técnica para garantir as "plenas" condições de biossegurança nas Instituições de Ensino Superior (IES), de acordo com os requisitos exigidos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo

Foto: Pedro Parente

A par desta situação, a gestora disse que cada instituição do ensino superior, dentro do quadro da sua autonomia e de acordo com as suas condições e capacidades, está a criar as melhores condições para que as aulas retomem no dia 05 de Outubro, de uma forma segura, sem aumentar o risco de contágio da Covid-19.

“As condições estão a ser criadas desde que às aulas foram suspensas. Mas temos de ser realistas, não há capacidade para termos plenas condições de acordo com todos os requisitos que são exigidos”, reafirmou.

De acordo com a ministra, que falava no acto de inauguração das novas instalações da Faculdade de Economia da Universidade Mandume Ya Ndemufayo, se está a trabalhar para o reajustamento do calendário escolar e oportunamente vão divulgar o resultado, para que as instituições consigam programar as suas actividades.

As alterações no calendário, adiantou, não impedem que as instituições tenham as suas condições preparadas para o reinício das aulas, com todas as medidas de biossegurança recomendadas.

O país conta, actualmente, com 8 universidades públicas, 7 institutos superiores públicos e 57 instituições privadas e público-privadas.

O ensino privado conta com 200 mil estudantes, oito mil e 500 trabalhadores docentes e quatro mil e 500 trabalhadores não docentes.

Assuntos Província » Huíla  

Leia também
  • 25/09/2020 20:49:16

    Faculdade de Economia da Mandume Ya Ndemofayo com nova instalação

    Lubango - A Faculdade de Economia da Universidade Mandume Ya Ndemofayo ganhou, nesta sexta-feira, novas instalações cedidas pelo Ministério das Finanças.

  • 24/09/2020 16:21:10

    Covid-19: Educação forma quadros sobre biossegurança

    Lubango - Pelo menos 30 quadros do sector da educação, entre professores, supervisores, inspectores, coordenadores das Zonas de Influência Pedagógicas e funcionários administrativos estão a ser formados pelo Gabinete Provincial da Educação da Huíla em matérias de biossegurança e integração de tecnologias nas salas de aulas.

  • 11/09/2020 15:07:43

    Covid-10: Administração da Matala leva água nas escolas

    Matala - Administração municipal da Matala está a restabelecer as ligações de água da rede pública nas escolas do casco urbano, no âmbito da reabertura das instituições de ensino.