Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

29 Setembro de 2020 | 19h40 - Actualizado em 29 Setembro de 2020 | 20h12

Covid-19: Huambo com "máquina afinada" para reinício das aulas

Mungo - As escolas do ensino primário ao II ciclo na província do Huambo têm todo expediente montado para reiniciaram as aulas, a partir do dia 05 de Outubro, com a segurança exigida, em termos das medidas de prevenção e combate à Covid-19.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Ilustração da COVID-19

Foto: Divulgação

Vice-governador da província do Huambo para o sector Político, Social e Económico, José Cornélio

Foto: Francisco Miúdo

Sete meses depois da suspensão das aulas no mês de Março, altura em que se registaram os primeiros casos de Covid-19, no dia 05 de Outubro, entram em cena as escolas com classes de transição, sendo a 6ª classe no ensino primário, a 9ª no I ciclo, a 12ª e a 13ª no II ciclo do ensino secundário, respectivamente, incluindo os Magistérios Primários.

De acordo com o vice-governador da província do Huambo para o sector Político, Social e Económico, José Cornélio, em declarações à imprensa, após constatar a realidade das escolas dos municípios do Longonjo, Chicala-Cholohanga, Londuimbali e Mungo, as condições de biossegurança estão todas criadas para o que as aulas reiniciem sem qualquer constrangimento.

Informou que nessas escolas foram montados sistemas tip tap de higienização das mãos, sem necessidade de tocá-los, além de estarem à disposição baldes com torneiras, material higiénico, como álcool em gel, sabão azul e outros, com o objectivo de evitar a contaminação da gripe pelo novo coronavírus.

José Cornélio considerou positivo o nível de organização das salas de aula que, ao invés dos anteriores 45, passarão a albergar 25 alunos, com a exclusão dos intervalos, ou seja, uma única entrada e saída, devido ao “novo normal”.

Nesta esteira de pensamento, o vice-governador desafiou os pais e encarregados de educação e incentivarem os filhos a retornarem às escolas, pelas condições de biossegurança criadas para o efeito.

Numa primeira fase, o município do Londuimbali arranca com 10 escolas do ensino primário ao II ciclo do ensino secundário, com sete mil e 143 alunos, em ano lectivo de transição, dos 59 mil e 373 matriculados, enquanto que o Longonjo reabre com 56 instituições de ensino/aprendizagem, das 91 existentes, com um universo de três mil e 500 alunos, dos 54 mil e 237 matriculados.

Na Chicala-Cholohanga, onde foram construídas 108 escolas, apenas 98 reabrem no dia 05, com 26 mil e 350 alunos, que deverão dar continuidade à formação na 6ª classe no ensino primário, a 9ª no I ciclo, a 12ª e a 13ª no II ciclo do ensino secundário, bem como nos magistérios primários.

Também com o propósito de confirmar as condições de biossegurança das escolas, o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, Leonardo Sapalo, efectua, nesta quarta-feira, um périplo pelos municípios do Chinjenje, Ucuma e Ecunha, faltando apenas por visitar os municípios da Caála, Bailundo, Cachiungo e Huambo.

De acordo com o calendário, no dia cinco (5) de Outubro começam as aulas no ensino universitário e para as classes de transição do I e II ciclo do ensino secundário (6ª, 9ª, 12ª e 13ª classes).

No dia 19 de Outubro entram em cena os estudantes da 7ª, 8ª, 10ª e 11ª classes, ambas ainda do II ciclo do ensino secundário, ao passo que no ensino primário e no I ciclo começam dia 26 de Outubro.

Com as turmas divididas em grupos, no ensino primário e I ciclo, as aulas terão a duração de 02h30, enquanto no II ciclo do ensino secundário 03h30 de duração, sem direito a intervalo.

Leia também
  • 29/09/2020 18:50:26

    Covid-19: Escolas recebem meios de biossegurança

    Huambo - As escolas do I e II ciclos do ensino secundário da província do Huambo receberam, esta terça-feira, meios de biossegurança distribuídos pelo Gabinete local da Educação, em antevisão o reinício das aulas, previsto para o dia 05 de Outubro.

  • 29/09/2020 16:57:56

    Covid-19: Encarregados de educação divididos no Cunene

    Ondjiva - Os pais e encarregados de educação na província do Cunene mostraram-se hoje, terça-feira, divididos em mandar as crianças a escola, com a retomada das aulas em Outubro deste ano, interrompidas em Março, por causa da Covid-19.

  • 28/09/2020 19:50:13

    Angola: Governo quer aumento de semanas lectivas

    Luanda - A Comissão para a Política Social do Conselho de Ministros defendeu, esta segunda-feira, em Luanda, a adopção de um calendário escolar e académico que possibilite dispor de um maior número de semanas lectivas.