Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Entrevistas

03 Agosto de 2016 | 15h05 - Actualizado em 03 Agosto de 2016 | 15h04

Turquía: Presidente pede perdão aos turcos por não ter visto a "verdadeira cara de Gulen"

Istambul - O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, pediu nesta terça-feira perdão aos turcos por não ter sido capaz de "ver a verdadeira cara" de Fethullah Gülen, a quem acusa de estar por trás da tentativa de golpe de Estado.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"Estou triste por não ter visto a tempo a verdadeira cara desta organização de traidores", declarou Erdogan em referência ao movimento de Gülen, usando um tom sereno, muito diferente de seus discursos habituais.
               
Fethullah Gülen, um clérigo exilado nos Estados Unidos que foi aliado de Erdogan, é acusado de estar por trás da tentativa de golpe de 15 de Julho e o governo pede a sua extradição a Washington.

"Sei que temos de prestar contas ante nosso Deus e nosso povo, que nos perdoem", declarou Erdogan numa reunião com líderes religiosos em Ancara.
               
"Ajudei pessoalmente a essa estrutura, apesar de nossas divergências em muitas questões, acreditando que poderíamos chegar a um acordo em um denominador comum", acrescentou.

As relações entre Erdogan e Gülen se deterioraram em 2013 com as revelações de um caso de corrupção que envolveu ministros próximos a Erdogan.
               
Gülen está presente na política turca desde os anos 1970, antes da chegada de Erdogan ao poder.
   

Assuntos Política  

Leia também
  • 03/08/2016 14:21:00

    China: PC reforça controle sobre suas juventudes

    Pequim - O Partido Comunista Chinês (PCC) vai reforçar o controle sobre suas juventudes, que a partir de agora estarão directamente sob o comando do presidente Xi Jinping, anunciou a imprensa oficial.

  • 05/04/2016 15:36:20

    A pior crise que Angola viveu foi a guerra - General Kamorteiro

    Luanda - No quadro da comemoração dos 14 anos de paz em Angola, o general Geraldo Abreu Muengo Ukwachitembo "Kamorteiro", vice-chefe de Estado Maior General para Logística e Infra-estruturas das Forças Armadas Angolanas, concedeu uma entrevista à Angop, na qual aborda os ganhos resultantes da assinatura, em 4 de Abril de 2002, daquele documento e o seu significado.

  • 01/04/2016 12:02:58

    A paz é um ideal que se deve construir todos os dias - arcebispo Dom José Imbamba

    Saurimo - O arcebispo da arquidiocese da Lunda Sul, Dom José Imbamba, afirma, em entrevista à Angop, que a paz é um ideal que se deve construir todos os dias, através das escolhas valorativas, das obras da tolerância do espírito, do diálogo permanente, da informação plural e da igualdade de oportunidades.