Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Institucional

20 Julho de 2018 | 13h18 - Actualizado em 20 Julho de 2018 | 16h58

ACAN conta com apoio do Ministério da Comunicação Social

Luanda - A futura Associação de Comunicólogos Angolanos (ACAN), que aguarda pelo aval do Ministério da Justiça para a sua proclamação, vai contar com o apoio institucional do Ministério da Comunicação Social.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro da Comunicação Social, João Melo

Foto: Pedro Parente

A intenção foi anunciada nesta sexta-feira, em Luanda, pelo ministro da Comunicação Social, João Melo, durante um encontro com os membros de direcção da comissão instaladora da referida agremiação, encabeçados pelo seu coordenador, André Sibi.

Segundo o governante, o sector de Comunicação Social está em fase de transição e o surgimento de associações como esta pode contribuir na promoção de uma informação de qualidade, assente na realidade angolana.

“É preciso criar uma escola de jornalismo de modelo puramente angolano e não ir ao reboque da informação feita em outros países”, disse o ministro, lembrando que o jornalismo angolano tem uma história que urge resgatar.

Neste sentido, aconselhou os promotores da criação da ACAN a associarem-se à Rede da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), que visa proporcionar uma informação credível a nível dos órgãos de informação dos Estados membros.

João Melo exortou igualmente os propulsores da iniciativa no sentido de actuarem com o espírito de voluntariado e cívico, e não com intenção de obter ganhos financeiros.

O encontro visou informar ao ministro da Comunicação Social sobre os passos já dados em termos de feitura do estatuto para formalizar a associação junto do Ministério da Justiça e a definição do perfil dos membros.

Segundo André Sibi, a associação vai criar mecanismos de atrair os profissionais formados em diversas áreas da comunicação e áudio visual, ajudar os recém-formados para o seu enquadramento no mercado de trabalho, bem como promover artigos científicos e investigação na área da Comunicação.

Assuntos Comunicação Social  

Leia também