Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Institucional

06 Setembro de 2018 | 18h33 - Actualizado em 06 Setembro de 2018 | 18h32

Províncias supervisionam prevenção de crimes

Luanda - Os governos provinciais vão coordenar e supervisionar os esforços de prevenção da criminalidade nos seus territórios, soube a Angop esta quinta-feira de fonte do Ministério da Justiça e Direitos Humanos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Insignia da República de Angola

Foto: LUANDA

De acordo com uma nota daquele departamento ministerial, a decisão saiu da segunda reunião do Conselho de Governação Local, realizada na cidade do Huambo, capital da província homónima, a 29 de Agosto último, orientada pelo Presidente da República, João Lourenço.

O encontro do Huambo recomendou, designadamente, a necessidade de se estender a todo o país esforços de prevenção e repressão dos actos de criminalidade que ocorrem a nível local.

Em causa estão situações de vandalização e apropriação indevida de bens, equipamentos, infra-estruturas e interesses públicos, bem como outros fenómenos criminais associados.

Note-se que existe uma Task Force Institucional para a cooperação institucional, em matéria de prevenção e repressão do roubo/furto de equipamentos públicos, designada TAREP.

Esta é uma plataforma de dinamização da cooperação institucional entre as entidades intervenientes na investigação, instrução, julgamento, responsabilização das situações de vandalização e apropriação indevida de bens e equipamento públicos.

A plataforma integra, a nível nacional, o Conselho da Magistratura Judicial, a Procuradoria Geral da República, os ministérios do Interior, da Comunicação Social, da Energia e Águas, bem como da Indústria, sob coordenação do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos.

A replicação da TAREP para o nível local envolve os representantes provinciais das entidades citadas, cuja acção será, igualmente, coordenada pelo delegado do Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, sob a supervisão dos governos provinciais.

Assuntos Governação  

Leia também
  • 19/04/2018 21:45:07

    Vice-governadora de Luanda quer uma governação participativa dos cidadãos

    Luanda - A vice-governadora de Luanda para o sector político e social, Ana Paula Correia Victor, solicitou hoje, quinta-feira, nesta cidade, o apoio contínuo do Ministério da Comunicação Social, na promoção de atitudes e comportamentos que motivem os cidadãos a colaborarem cada vez mais para uma governação participativa.