Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Institucional

13 Fevereiro de 2019 | 16h23 - Actualizado em 14 Fevereiro de 2019 | 16h38

Ministro João Melo felicita profissionais de rádio

Luanda - O ministro da Comunicação Social, João Melo, felicitou, nesta quarta-feira, os profissionais de rádio em Angola, por ocasião do 13 de Fevereiro, Dia Mundial da Rádio.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro da Comunicação Social, João Melo

Foto: Alberto Julião

Na sua página no Twitter, onde o governante tem assinalado as mudanças positivas que estão a ocorrer em Angola, João Melo dirigiu uma lembrança especial àqueles que abriram o caminho desse meio de comunicação de larga abrangência.

A data foi declarada em 2011, pela UNESCO, porque foi nesse dia que a United Nations Radio emitiu pela primeira vez, em 1946, um programa em simultâneo para um grupo de seis países.

A rádio acompanhou os principais acontecimentos históricos mundiais e hoje continua a ser um meio de comunicação social que atinge as maiores audiências, acompanhando a evolução tecnológica com a integração de novos equipamentos, em que se destaca, hoje em dia, a transmissão online.

É um meio bastante útil para as populações, seja como ferramenta de apoio ao debate e comunicação, seja da promoção cultural ou em casos de emergência social, além de ser uma plataforma para divulgação de factos e histórias.

A esse respeito, o radialista Ikuma Bamba referiu que, apesar de ainda existirem limitações do sinal de rádio em algumas zonas fora das localidades no país, o serviço de radiodifusão tem dado os sinais de progresso.

Em declarações à Angop, o profissional disse que, a nível do país, a rádio tem se afirmado como o órgão que mais chega às zonas mais recôndita, fruto da facilidade das pessoas obterem a mesma o que considerou o órgão mas acessível.

O profissional de rádio escola acrescentou ainda que a nível do país os cidadãos da província de Luanda beneficiam de forma muito clara comparativamente aos demais em outras zona esclarecendo que assunto já é do conhecimento dos órgãos competentes e assim outras rádios estenderem-se de forma igual e obterem o sinal em outras localidades.

E como exemplo, Ikuma Bamba, apontou a Rádio Nacional de Angola (RNA) que tem a sua cobertura total a nível do país, lembrando sempre as restrições em alguns pontos.

Para si o segredo para ser um bom profissional de rádio passa pela necessidade de superação contínua de forma permanente, ter a cultura de pesquisa e de leitura.

Já para o radialista, Salgueiro Vicente há um avanço significativo em termos da expansão do sinal radiofónico, que está a permitir atingir um maior número de ouvintes.

Apesar deste progresso, Salgueiro Vicente defendeu a necessidade das rádios diversificarem mais os conteúdos informativos para atenderem um maior número de ouvintes pelo país.

Segundo a fonte, para um radialista ser bom profissional deve cultivar o gosto pela leitura, aprofundar o conhecimento sobre a língua de trabalho, ser informada, entre outras qualidades.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 27/01/2019 14:29:59

    Euronews vai retratar potencialidades de Angola

    Luanda - A Euronews vai emitir, durante o ano em curso, reportagens com o título ?Business Angola?, para mostrar os sectores com perspectivas de crescimento económico do país, no âmbito do programa de diversificação da economia do Executivo angolano.

  • 25/01/2019 15:58:29

    MCS tem novo director de publicidade

    Luanda - José Júlio de Jesus Mendonça da Silva foi empossado esta sexta-feira, ao cargo de director nacional de Publicidade, do Ministério da Comunicação Social (MCS), em cerimónia presidida pelo titular da pasta, João Melo.

  • 08/01/2019 13:07:00

    IMPTEL tem mais de mil vagas para este ano académico

    Luanda - Mil e seiscentas vagas estão disponíveis no Instituto Médio Privado de Tecnologias (IMPTEL II) para o presente ano lectivo, nas áreas de Telecomunicações, Electrónica, Electricidade, Informática, Gestão, Redes Informáticas, Multimédia, e Prática de Automação e de Robótica.