Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Institucional

05 Julho de 2019 | 16h03 - Actualizado em 06 Julho de 2019 | 16h03

Comunicólogos lançam campanha sobre literacia da média

Luanda - Uma campanha sobre a Literacia da Média foi lançada esta sexta-feira, 5 de Julho, em Luanda, numa iniciativa da Associação de Comunicólogos Angolanos (ACAN), sob o lema "Literacia mediática, um diálogo proveitoso e necessário".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Eduardo Magalhães - Director Nacional da Comunicação Institucional

Foto: Cortesia de: Damásio Mateus Gomes

Ao intervir no acto, o director nacional da Comunicação Institucional do Ministério da Comunicação Social, Eduardo Magalhães, valorizou a iniciativa, considerando-a “uma semente boa que fará brotar na sociedade a consciência crítica”.

Falando em representação do ministro da Comunicação Social, João Melo, Eduardo Magalhães afirmou que quando os indivíduos recebem uma mensagem e a consideram persuasiva, tendem a aceitar essa informação como uma fonte credível e útil para a tomada de decisões.

“Devamos ter a consciência de que a persuasão de uma mensagem é avaliada subjectivamente por quem a recebe”, disse Eduardo Magalhães.

Sustentou que só através de cidadãos conscientes do seu papel social será possível superar os ataques de Fake News (falsas notícias) e pós-verdade que são gerados massivamente todos os dias.

Elucidou que quando um cidadão reproduz, partilha e amplia as mensagens que lhe chegam, através das redes sociais, sem o mínimo censo crítico, está a ser ou mais manipulador do que aqueles que produzem conteúdos falsos e caluniosos.

Neste sentido, sublinhou que a educação para os médias ajuda a sociedade a se tornar mais informada sobre o conjunto de respostas à problemática da desinformação.

Aludiu que a iniciativa da ACAN vai fornecer habilidades, capacidades, dimensões e produzir conhecimentos que terão um papel central no exercício consciente da cidadania e no desenvolvimento global da sociedade.

Por sua vez, o presidente da ACAN, André Sibi, explicou que a literacia da média é a capacidade de aceder, criar, avaliar e compreender as mensagens dos vários meios de comunicação social.

Lembrou que o estudo sobre a Educação para os Média iniciou-se em 1982, com a divulgação da Declaração de Grunwald, com o propósito de capacitar os cidadãos a serem pensadores e criadores críticos activos.

Enfatizou o papel crucial que a literacia mediática desempenha na promoção da participação activa dos cidadãos, tanto na vida económica, cultural e democrática.

Durante o acto, assistido por estudantes do Instituto Médio de Luanda (IMEL), foi lida a Declaração de Grunwald sobre a Educação para os Média, por um representante da UNESCO, Manuel Diogo.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 28/06/2019 17:25:02

    Centro de Imprensa Aníbal de Melo tem nova directora adjunta

    Luanda - O Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM) conta desde esta sexta-feira, 28 de Junho, com uma nova directora adjunta, Maria Amélia de Almeida, empossada no cargo pelo ministro da Comunicação Social, João Melo.

  • 18/04/2019 16:28:15

    Jornalista defende abordagem sobre futuro da comunicação social

    Luanda - A directora executiva do Diário de Notícias de Portugal, Catarina Carvalho, considera importante discutir sobre os desafios da comunicação social, num momento de transição e de mudança, marcado pelo surgimento das redes sociais e, consequentemente, das ?fake news? (falsas notícias).

  • 13/02/2019 16:23:26

    Ministro João Melo felicita profissionais de rádio

    Luanda - O ministro da Comunicação Social, João Melo, felicitou, nesta quarta-feira, os profissionais de rádio em Angola, por ocasião do 13 de Fevereiro, Dia Mundial da Rádio.