Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Institucional

24 Março de 2020 | 22h24 - Actualizado em 24 Março de 2020 | 21h47

Estudantes de medicina alinham no combate ao COVID-19

Luanda - Pelo menos 28 estudantes, do 3 ao 6 ano de formação de medicina da Universidade Agostinho Neto (UAN), foram capacitados segunda-feira (23), em Luanda, sobre as características da pandemia do Coronavírus (COVID-19), no quadro das estratégias de luta contra a doença no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A acção formativa foi promovida pelo Ministério da Comunicação Social, com o propósito de habilitar os futuros profissionais de saúde de técnicas convencionais para “travar” o alastramento da pandemia no país.

O secretário de Estado da Comunicação Social, Celso Malavoloneke, disse na ocasião que o momento exige uma maior sensibilização das populações sobre os cuidados a ter no dia-a-dia para se evitar o contágio.

"As famílias começam a manifestar um sentimento de medo e ansiedade em relação ao COVID-19, face ao volume de informação negativa veiculada nas redes sociais, por isso a necessidade de se contrapor as mentiras com demonstrações

científicas e acções práticas virada para à educação sanitária", sublinhou.

Malavoloneke, que representou no acto o titular da pasta da Comunicação Social, Nuno Caldas Albino, apelou aos futuros médicos a pautarem pelo patriotismo e sentido de entrega, para travar o alastramento da doença.

O presidente da Associação dos Estudantes da Faculdade de Medicina da UAN, Madeco Baltazar Pipa, disse que a formação foi bastante valiosa, porquanto os participantes saíram capacitados para transmitir a informação recebida a outros estudantes e a comunidade em si, usando as tecnologias de informação e comunicação para o combate a pandemia.

Os formandos consideraram pertinente a informação passada pelo docente universitário e inspetor-geral do Ministério da Saúde, Miguel Oliveira, sobre o COVID-19, ao mesmo tempo que manifestaram-se disponíveis em aplicar os conhecimentos obtidos.

Sublinharam a necessidade de sensibilização das comunidades nas zonas recônditas do país, por via de cartazes, comunicação porta-a-porta e peças teatrais que retratam a importância do cumprimento das normas emanadas pelas autoridades sanitárias.

Na opinião do “grupo”, o êxito da campanha nas zonas rurais passará pelo envolvimento das autoridades administrativas, tradicionais e religiosas locais, devido à consideração que as populações têm por elas. 

Assuntos Saúde  

Leia também
  • 11/12/2017 11:42:12

    Prevenção de doenças domina feira da saúde

    Luanda - Apelos à prevenção de doenças crónicas e sobre a importância da educação sanitária, higiene, segurança no trabalho e exposição de instrumentos hospitalares vão dominar a feira nacional de saúde (Senasida), a decorrer de 15 a 17 deste mês, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda.

  • 30/11/2017 13:17:35

    Epidemia de Sida aumenta vertiginosamente em Angola

    Luanda - Luanda, Lunda Norte, Lunda Sul, Cuando Cubango e Cunene são as províncias de Angola onde o número de portadores do vírus de VIH-Sida aumenta vertiginosamente, situação que preocupa as autoridades sanitárias do país.

  • 31/10/2017 17:32:40

    Medicina natural em Angola em progressão

    Luanda - A medicina natural/tradicional em Angola tem desempenhado um papel fundamental na cura de pessoas que padecem de enfermidades diversas nos últimos tempos, face às enchentes que se registam nos hospitais públicos de referência.