Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

25 Abril de 2010 | 08h51 - Actualizado em 25 Abril de 2010 | 08h51

Viatura de presidente da assembleia de Cedrim com penus cortados depois de adiamento da assembleia

Portugal

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Lisboa - O Presidente da Assembleia de Cedrim (Portugal), no concelho de Sever do Vouga, apresentou hoje, domingo, queixa na GNR por atos de vandalismo na sua viatura e de outros dois elementos daquele órgão autárquico.  


 
Em declarações à agência Lusa, Edgar Jorge, presidente da assembleia de freguesia de Cedrim disse que a queixa se deveu aos atos de vandalismo que foram perpetrados sábado, à noite, em Serrazedo contra a sua viatura e as de outros dois elementos da assembleia de freguesia.  


 
"Havia uma Assembleia de freguesia marcada para hoje, na escola de Serrazedo, mas ao ver que esta não tinha condições para acolher a reunião adiei-a para o dia 08 de maio", disse o autarca, acrescentando que quando se dirigia para a sua viatura esta apresentava os quatro pneus cortados.  


  
O mesmo aconteceu a outros dois autarcas também eleitos pelo PSD pelo que Edgar Jorge diz não ter "dúvidas de que os atos de vandalismos tenham sido uma retaliação" contra a sua decisão de adiar a assembleia.  


  
"É inadmissível que na noite em que há 36 anos se preparava a restituição da liberdade em Portugal ocorra uma situação destas", concluiu, acrescentando que os seus dois colegas de bancada também já formalizaram queixa contra o sucedido.