Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

06 Fevereiro de 2011 | 02h26 - Actualizado em 06 Fevereiro de 2011 | 02h26

Obama conversou com líderes estrangeiros sobre crise no Egipto

EUA

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Washington - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversou sábado com vários líderes estrangeiros sobre a crise que se vive no Egipto, ressaltando a necessidade de que "uma transição ordeira e pacífica comece agora", informou a Casa Branca.              


Obama conversou com o príncipe Mohammed bin Zayed, dos Emirados Árabes, com o primeiro-ministro britânico David Cameron e com a chanceler alemã Angela Merkel, de acordo com um comunicado.              


"Comentou sua séria preocupação sobre as agressões a jornalistas e grupos de direitos humanos, e reiterou que o governo do Egípto tem a responsabilidade de proteger os direitos de seu povo e de libertar imediatamente aqueles que foram detidos injustamente", segundo a nota.     

         
Além disso, "enfatizou a importância de que uma transição ordenada e pacífica comece agora em direcção a um governo sensível às aspirações do povo egípcio, incluindo a credibilidade, assim como as negociações entre o governo e a oposição".             

 
O comunicado de Washington ocorre após o governo Obama saudar o "passo positivo" da renúncia em massa dos líderes do partido do presidente Hosni Mubarak.        

      
"Vemos isto como um passo positivo em direcção a uma mudança política que será necessária, e esperamos medidas adicionais", disse um funcionário americano.