Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

18 Setembro de 2015 | 08h28 - Actualizado em 18 Setembro de 2015 | 08h28

EUA: Embaixador cubano apresenta credenciais a Obama na Casa Branca

Washington - O diplomata cubano José Ramón Cabañas apresentou nesta quinta-feira ao presidente americano, Barack Obama, suas credenciais como novo embaixador de Cuba em Washington, informou a representação diplomática em uma curta nota oficial.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

               

Cabañas, que desde 2012 é chefe da Secção de Interesses de Cuba em Washington, participou na Casa Branca de uma cerimónia na qual 16 embaixadores apresentaram suas cartas credenciais ao chefe de Estado.

Segundo a embaixada cubana, Obama e Cabañas "conversaram sobre o estado das relações bilaterais" durante a cerimónia.

              

Cuba e Estados Unidos restabeleceram formalmente em 20 de Julho suas relações diplomáticas depois de mais de meio século de ruptura e desconfiança mútua.

              

Washington e Havana surpreenderam o mundo em Dezembro passado ao anunciar a intenção de restabelecer as relações diplomáticas, que tinham sido interrompidas em 1961.

              

Desde então, Cabañas integrou a equipe de negociadores cubanos que manteve uma série de reuniões com o colega americano para preparar o caminho à reabertura das respectivas embaixadas.

              

Os dois países celebraram na semana passada, em Havana, uma reunião técnica para preparar uma agenda para o futuro imediato, no caminho de uma completa "normalização" das relações.

              

Para a parte cubana, a "normalização" das relações deverá incluir o fim do embargo económico unilateral americano à ilha e o início de conversações sobre a devolução da base naval de Guantánamo.

Assuntos Diplomacia  

Leia também
  • 08/11/2018 16:55:15

    Governo norte-coreano pede adiamento da reunião com os EUA

    Seul - A Coreia do Norte pediu aos Estados Unidos para adiar as negociações de alto nível programadas para esta semana em Nova Iorque, informou hoje o ministro das Relações Exteriores sul-coreano, Kang Kyung-wha, um dia depois de Washington anunciar o adiamento da reunião.

  • 08/11/2018 16:39:29

    Presidente chinês confirma reunião com Trump durante cimeira do G20 na Argentina

    Pequim - O Presidente da China, Xi Jinping, confirmou nesta quinta-feira que reunirá com o mandatário dos Estados Unidos, Donald Trump, durante a próxima cimeira de líderes do G20 que acontecerá no fim deste mês na Argentina, informou a agência "Xinhua".

  • 08/11/2018 16:37:05

    Henry Kissinger pede a EUA e China que melhorem as relações

    Pequim - O ex-secretário de Estado dos Estados Unidos, Henry Kissinger, pediu nesta quinta-feira aos Estados Unidos e a China que adoptem "uma perspectiva mais ampla" ao abordarem as suas relações, que são vitais para o mundo e que se deterioraram nos últimos meses pela guerra comercial e as tensões no Mar da China Meridional.

  • 08/11/2018 16:36:21

    EUA anunciam países dispensados de sanções impostas ao Irão

    Washington - O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, anunciou nesta segunda-feira que os oito países que não sofrerão sanções por comercializar com o Irão são China, Índia, Itália, Grécia, Japão, Coreia do Sul, Taiwan e Turquia.