Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

15 Novembro de 2017 | 00h46 - Actualizado em 15 Novembro de 2017 | 11h50

Bélgica: Quadro desaparecido de Magritte é reconstituído integralmente

Bélgica: Quadro desaparecido de Magritte é reconstituído integralmente Bruxelas - Cientistas belgas conseguiram reconstruir integralmente de forma virtual um quadro desaparecido de René Magritte, uma obra de 1927 que o artista belga cortou anos depois em quatro fragmentos para reutilizá-la como telas, anunciou nesta terça-feira um museu de Bruxelas

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Quadro de René Magritte, Artista Plástico Belga

Foto: Google/Divulgação

Black Magic 1945 - Quadro de René Magritte, Artista Plástico Belga

Foto: Google/Divulgação

Debaixo da pintura do quadro "Dieu n'est pas un saint" (Deus não é um santo, 1935), uma das obras do artista expostas no museu de Bruxelas dedicado à sua obra, foi detectado um fragmento de "La Pose enchantée" (A pose encantada), uma grande tela de 1927, que mostra uma mulher nua duplicada, explicou-se em conferência de imprensa.

A descoberta deste quarto e último fragmento encerrou definitivamente o "mistério" que cercava esta obra, que fazia parte do catálogo de Magritte, graças a uma foto em preto e branco da época de sua realização, e que era considerada desaparecida desde 1932.

A recente descoberta dos pesquisadores da Universidade de Liège, no leste da Bélgica, permite deduzir que em 1935 Magritte decidiu cortar a tela em quatro para fazer quatro quadros menores.

Esta obra não estava assinada e parece que seu autor a considerava "inacabada", destacou Michel Draguet, director-geral dos Museus Reais de Belas Artes da Bélgica, instituição que administra o museu Magritte.

O artista decidiu sacrificar "A pose encantada" em virtude de seus "problemas financeiros", em uma época em que as grandes galerias viviam dificuldades económicas após a crise de 1929, explicou Draguet.

Em 2013, um primeiro fragmento foi encontrado, mediante raios-X, em um quadro que fazia parte de uma retrospectiva que o MoMa de Nova York dedicou ao pintor surrealista.

Outros dois fragmentos foram identificados, sempre em quadros de 1935, no Museu de Arte Moderna de Estocolmo, e depois em 2016, no Norwich Castle Museum do Reino Unido.

Assuntos Cultura  

Leia também
  • 10/11/2017 11:51:54

    Shakira adia primeiros shows da sua digressão por problema nas cordas vocais

    Paris - A cantora colombiana Shakira adiou os seus shows previstos em Paris, hoje, sexta-feira, e no sábado, além de outros dois na Bélgica e na Holanda, devido a problema nas cordas vocais, anunciou a produtora Live Nation, indica a AFP.

  • 12/10/2017 11:27:40

    EUA: Beyoncé tira "Despacito" da liderança

    Nova York - O remix em espanhol que Beyoncé fez de "Mi Gente" subiu, quarta-feira, para a primeira posição do ranking de canção latina nos Estados Unidos, superando finalmente o hit "Despacito", informou a AFP.

  • 22/09/2017 09:36:41

    EUA: Frank Zappa volta aos palcos como um holograma

    Nova Iorque - O roqueiro experimental Frank Zappa, prolífico na sua vida e inclusive na sua morte através de uma série de lançamentos póstumos, volta aos palcos como um holograma, noticiou hoje a AFP.