Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

07 Dezembro de 2017 | 10h01 - Actualizado em 07 Dezembro de 2017 | 10h01

Turquia: Decisão de Trump deixa Médio Oriente num "círculo de fogo"

Ancara - O presidente turco Recep Tayyip Erdogan criticou hoje o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel pelo presidente americano Donald Trump, por considerar que esta decisão coloca o Médio Oriente num "círculo de fogo".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

 

"Tomar tal decisão coloca o mundo, e especialmente a região, num círculo de fogo", declarou Erdogan em Ancara antes de uma viagem à Grécia para uma visita oficial.
               
"Hey, Trump! O que você quer fazer? Que tipo de abordagem é esta? Os líderes políticos devem trabalhar pela reconciliação e não pelo caos", concluiu.
               
Trump reconheceu na quarta-feira Jerusalém como capital de Israel, o que irritou os palestinianos e provocou muitas críticas da comunidade internacional.
    
Erdogan advertiu na quarta-feira que decisão de Washington "faria o jogo dos grupos terroristas".

Assuntos Conflito  

Leia também
  • 06/12/2017 09:52:02

    Papa fala com líder palestino num momento de crise

    Cidade do Vaticano - O Vaticano confirmou que o papa Francisco e o presidente palestino Mahmud Abbas conversaram nesta terça-feira por telefone, num momento em que se regista uma crescente preocupação internacional pela possível transferência da embaixada americana a Jerusalém.

  • 05/12/2017 19:10:34

    Milhares de pessoas desafiam estado de sítio nas Honduras

    Tegucigalpa - Com protestos e panelaços, milhares de pessoas desafiaram nesta terça-feira o estado de sítio decretado nas Honduras, ante as suspeitas de fraude nas eleições realizadas há nove dias que dão como vencedor o presidente Juan Orlando Hernández.

  • 05/12/2017 18:33:26

    Choque entre ELN e dissidências das Farc deixam 13 mortos na Colômbia

    Bogotá - Treze pessoas morreram num confronto entre membros do Exército de Libertação Nacional (ELN), que negocia a paz com o governo colombiano, e dissidentes das Farc na semana passada, numa remota localidade do sudoeste da Colômbia, informou nesta terça-feira a Defensoria do Povo.