Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

06 Dezembro de 2017 | 16h02 - Actualizado em 06 Dezembro de 2017 | 16h02

Ex-presidente catalão anuncia que permanecerá na Bélgica

Bruxelas - O destituído presidente catalão, Carles Puigdemont, afirmou nesta quarta-feira que permanecerá na Bélgica, um dia depois que a justiça espanhola retirou a ordem de prisão europeia que pesava contra si.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Carles Puigdemont, Presidente da Catalunha

Foto: LLUIS GENE


"No momento, ficaremos aqui", assegurou Puigdemont, em conferência de imprensa, no hotel Husa Presidente Park, em Bruxelas, acompanhado dos quatro membros do seu governo e parte da sua
equipa de advogados.

Junto ao líder catalão, candidato às eleições regionais de 21 de Dezembro pelo partido Junts per Catalunya, estavam Antoni Comín, Meritxell Serret, Lluís Puig e Clara Ponsatí.
               
Em caso de vitória das forças separatistas nas eleições, Puigdemont deu a entender que ele e os seus partidários poderão voltar à Catalunha.
               
Na véspera, a Justiça espanhola retirou o pedido para a extradição de Puigdemont, preferindo esperar a sua volta à Espanha para detê-lo.
               
Numa manobra inesperada, o juiz Pablo Llarena, do Tribunal Supremo, decidiu retirar a ordem de prisão europeia emitida em três de Novembro contra Puigdemont e quatro dos seus ministros.
               
Todos são investigados, entre outros crimes, por rebelião e sedição por impulsionar o processo de separação que culminou na frustrada proclamação de uma república independente.
     

Assuntos Justiça  

Leia também
  • 06/12/2017 10:51:25

    Autor de atentado na Tailândia condenado a 27 anos de prisão

    Banguecoque - Um tailandês foi condenado nesta quarta-feira a 27 anos de prisão pela explosão de uma bomba de fabricação caseira em maio em um hospital militar de Banguecoque, um atentado que deixou 21 feridos, noticiou a AFP.

  • 06/12/2017 10:04:59

    Petição denuncia tela "sugestiva" no museu de Nova Iorque

    Nova Iorque - Mais de nove mil pessoas assinaram nesta terça-feira (5) uma petição para que o Museu Metropolitano de Arte (Met - sigla em inglês) de Nova Iorque retire ou contextualize uma tela de Balthus na qual uma jovem aparece numa posição "sugestiva", noticiou a AFP.

  • 05/12/2017 15:17:32

    Tribunal Constitucional da Áustria autoriza casamento homossexual

    Viena - O Tribunal Constitucional da Áustria, a mais alta instância judicial do país, ordenou nesta terça-feira (5) a autorização para a união de casais de mesmo sexo, no mais tardar em 2019, em nome da proibição de discriminações em função da orientação sexual.