Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

20 Março de 2017 | 23h57 - Actualizado em 21 Março de 2017 | 00h00

Milícias curdas da Síria afirmam que serão treinadas pela Rússia

Qamishli, Síria - As milícias curdas na Síria receberão treinamento militar das forças russas após a assinatura de um acordo entre as duas partes, anunciou nesta segunda-feira à AFP um porta-voz das Unidades de Protecção do Povo Curdo (YPG).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"É o primeiro acordo desse tipo" entre as forças curdas da Síria e a Rússia, aliada do regime de Bashar al-Assad, contra os rebeldes e os extremistas islâmicos, informou Redur Xelil.          

 "Em virtude do acordo assinado ontem (domingo) entre as nossas unidades e as forças russas que operam na Síria (...) vamos ser treinados em táticas militares modernas", acrescentou.   O treinamento começará "em breve em um campo em Afrine", na província de Aleppo (norte), disse Xelil.     

A Rússia não confirmou oficialmente este anúncio, mas assegurou em um comunicado sua presença em Afrine, uma das três áreas semi-autônomas curdas na Síria.

De acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH), cerca de uma centena de soldados russos entraram na região de Afrine. 

Esta cooperação "é um passo positivo no contexto da luta contra o terrorismo", afirmou o porta-voz das YPG, o principal grupo armado curdo no país.  

Na guerra contra o Estado Islâmico (EI), os curdos tradicionalmente recebem apoio dos Estados Unidos, que, entretanto, declarou que as forças curdas que receberão este treinamento são diferentes daquelas que colaboram com Washington.

"Os curdos que receberão o apoio dos russos são os curdos de Afrine e não são aqueles com quem temos trabalhado", indicou o porta-voz do Pentágono, Jeff Davis.

"Alguns (curdos) trabalham com a gente através das Forças Democráticas Sírias (coalizão árabe-curda, FDS) para combater o EI, outros não. Apoiamos aqueles que trabalham com a gente contra o EI", ressaltou.

De acordo com o porta-voz, as YPG que têm colaborado com os americanos "estão presentes sobretudo no leste do Eufrates".

A região de Afrine está localizada a oeste do rio.    

Assuntos Internacional  

Leia também
  • 20/03/2017 23:54:35

    Guterres planea substituir missão da ONU no Haiti

    Nações Unidas, Estados Unidos - O secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, quer acabar com a missão dos capacetes azuis no Haiti até Outubro próximo, substituindo o actual contingente por uma força menor, revela um relatório ao qual a AFP teve acesso nesta segunda-feira.

  • 20/03/2017 06:19:44

    Timor-Leste: Eleitores vão às urnas para escolher novo presidente do país

    Bangcoc - Mais de 740 mil timorenses estão convocados a comparecer às urnas hoje, segunda-feira, para eleger o próximo presidente do país em eleições, as quartas desde a independência de 2002, nas quais o candidato da coligação governante parte como favorito.

  • 19/03/2017 23:40:31

    Canadá: Maggie MacDonnell ganha prémio "Nobel dos professores"

    Dubai - Uma professora canadense que dá aulas em um povoado remoto do Ártico recebeu o Global Teacher Prize, considerado o Nobel dos professores e que premia o vencedor com um milhão de dólares, em cerimónia celebrada em Dubai no domingo.