Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

19 Maio de 2017 | 19h25 - Actualizado em 19 Maio de 2017 | 19h59

Rússia diz que ataque dos EUA na Síria foi uma violação inaceitável

Moscovo - O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Gennady Gatilov, disse nesta sexta-feira, em Moscovo, que o ataque militar realizado pelos Estados Unidos na véspera contra combatentes apoiados pelo governo da Síria foi uma violação de soberania inaceitável, relataram agências de notícias russas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Mapa da Síria

Foto: Tarcísio Vilela


Segundo as agências, Gatilov, que falava em Genebra, disse que o ataque dos EUA irá prejudicar os esforços para se encontrar uma solução política para o conflito sírio.

"Qualquer acção militar que leve a uma escalada da situação na Síria tem impacto no processo político", disse ele, de acordo com as agências. "É totalmente inaceitável e uma violação da soberania da Síria".

Autoridades norte-americanas disseram à Reuters que os militares do seu país realizaram um ataque aéreo na quinta-feira contra combatentes apoiados por Damasco que representam uma ameaça aos soldados norte-americanos e combatentes sírios auxiliados
pelos EUA no sul do país.

Uma fonte militar do governo sírio disse nesta sexta-feira que o ataque aéreo atingiu "um dos nossos pontos militares", sem dar detalhes, noticiou a televisão estatal síria.

Os bombardeamentos do final de quinta-feira mataram várias pessoas e provocaram danos materiais, afirmou a fonte, dizendo que isso atrapalha os esforços do Exército sírio e dos seus aliados para combater o Estado Islâmico.

Gatilov queixou-se do que disse ter sido um ataque separado ocorrido no dia 17 deste mês. Os EUA não se pronunciaram sobre nenhum ataque realizado pela coligação que lidera nesta data.

Assuntos Conflito  

Leia também