Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

17 Julho de 2017 | 17h05 - Actualizado em 17 Julho de 2017 | 17h05

Inundações deixam 18 mortos e 18 desaparecidos na China

Pequim - As inundações causadas no noroeste da China pelas intensas chuvas da semana passada deixaram 18 mortos e 18 desaparecidos, informou a agência oficial Xinhua.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da China

Foto: Foto divulgação


O centro e o leste da província de Jilin viveram episódios de chuvas torrenciais na quinta e sexta passadas, obrigando a mais de 110.000 pessoas a deixar a cidade, indicou a fonte. Segundo o governo, foram enviados 32.000 membros dos serviços de emergência.
           
A China sofre desde o início do verão no continente várias inundações, que deixaram dezenas de mortos e milhares de desabrigados.
    
          

Assuntos Chuvas  

Leia também
  • 17/07/2017 09:34:32

    China: Inundações deixam 18 mortos e feridos

    Jilin - As inundações na cidade de Jilin, uma das mais importantes da província homônima no nordeste da China, deixaram 18 mortos e outros 18 desaparecidos, informou hoje a agência estatal "Xinhua".

  • 10/07/2017 14:36:40

    Sobe para 22 número de mortos no Japão pelas fortes chuvas

    Tóquio - O número de mortos pelas chuvas torrenciais que atingem desde a semana passada a ilha japonesa de Kyushu (sudoeste) subiu para 22 nesta segunda-feira, enquanto continuam os trabalhos de busca por pelo menos 20 pessoas desaparecidas, informou a Efe.

  • 10/07/2017 11:21:34

    França: Recorde de chuva em apenas uma hora

    Paris - Paris registou domingo à noite o recorde absoluto de chuva em apenas uma hora, com estações de metro e ruas inundadas, anunciou o serviço meteorológico francês, indicou a AFP.