Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

07 Outubro de 2017 | 21h41 - Actualizado em 07 Outubro de 2017 | 21h40

Polícia espanhola apreende 3,8 toneladas de cocaína em barco interceptado no Atlântico

Madrid - A polícia espanhola anunciou neste sábado a apreensão de 3,8 toneladas de cocaína escondidas em um barco no meio do Oceano Atlântico. A embarcação vinha da Colômbia e pretendia chegar a Espanha.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

             
O barco foi interceptado a 540 milhas náuticas (cerca de 1.000 quilómetros) das ilhas Canárias, um arquipélago espanhol da costa da África, informou a polícia nacional em um comunicado.
               
A droga estava escondida em um compartimento na cozinha da embarcação.
               
A operação que levou à apreensão começou em meados de setembro. Os agentes localizaram o barco, um rebocador, "com a colaboração de várias agências internacionais (...) cerca de 360 milhas náuticas (cerca de 660 km) das costas da Guiana".
               
Ao estudar a sua trajectória e velocidade, a polícia deduziu que o barco "chegaria nas costas espanholas em meados de outubro".
               
Mas antes que chegasse ao seu destino, a polícia interceptou no meio do oceano e o levou ao porto de Cádiz, Andaluzia (sul Espanha).
               
A tripulação, composta por sete pessoas, foi detida.
               
A Espanha é o principal ponto de entrada para as drogas na Europa, devido à sua proximidade com a África do Norte, região que produz cannabis, e suas ligações com a América do Sul, de onde vem a cocaína.
   

Assuntos Crime  

Leia também
  • 04/10/2017 18:13:28

    Abusos contra rohingyas podem ser crimes contra humanidade, diz ONU

    Genebra - Os abusos cometidos pelas forças do governo de Mianmar contra a minoria muçulmana rohingya podem constituir crimes contra a humanidade, segundo o Comité das Nações Unidas para a Eliminação da Discriminação contra a Mulher e o Comité sobre os Direitos da Criança.

  • 03/10/2017 10:07:59

    EUA: Artistas pedem controlo de armas após massacre em Las Vegas

    Nova Iorque - Os músicos americanos Lady Gaga e Ariana Grande pediram nesta segunda-feira aos líderes americanos que ajam rapidamente para endurecer as leis de armas após o massacre em Las Vegas, enquanto outros se manifestavam comovidos pelo tiroteio mais violento na história recente do país.

  • 28/09/2017 04:10:56

    Venezuela: Dois empresários detidos na Venezuela por supostos crimes cambiais

    Caracas - Dois proprietários de uma empresa de serviços funerários na Venezuela foram detidos por supostos ilícitos cambiais no marco de uma investigação a cerca de mil corporações, informou nesta quarta-feira o procurador-geral, Tarek William Saab.