Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

06 Dezembro de 2018 | 18h32 - Actualizado em 07 Dezembro de 2018 | 11h51

Assange tem garantias para deixar embaixada, afirma presidente

Quito - O presidente do Equador, Lenín Moreno, afirmou que o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, tem "garantias suficientes" do governo do Reino Unido para "deixar a embaixada" do país em Londres.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Julian Assange, fundador do WikiLeaks (arquivo)

Foto: Google/Divulgação

Em entrevista a uma rádio nesta quinta-feira, Moreno afirmou que o seu gabinete recebeu garantias por escrito de que as autoridades britânicas não extraditarão Assange para nenhum país onde ele arriscasse a pena de morte, como os Estados Unidos.

O presidente do Equador não disse se forçará o australiano a deixar a embaixada, onde vive asilado desde Junho de 2012, mas os advogados do activista já consideram os próximos passos, segundo a agência "AP".   

Assange refugiou-se naquela instituição diplomática para escapar de uma extradição para a Suécia, onde era acusado de abuso sexual - caso já arquivado.

O país latino, na época, era governado por Rafael Correa, que o apoiava, mas Moreno vem adoptando uma postura mais dura e já chegou até a bloquear a internet do australiano por supostas interferências em assuntos de outros países.   

Assuntos Diplomacia  

Leia também
  • 06/12/2018 17:13:47

    França: Crise social afecta imagem de Macron no exterior

    Paris - As dificuldades do presidente francês, Emmanuel Macron, para aplacar a fúria dos "coletes amarelos" preocupam os países vizinhos, que o consideram "salvador progressista" na luta contra o populismo na Europa, segundo observadores internacionais.

  • 06/12/2018 16:08:50

    May cede ao Parlamento na questão da fronteira da Irlanda para salvar acordo do Brexit

    Londres - A primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou nesta quinta-feira que os deputados podem ter a última palavra sobre a activação do mecanismo destinado a evitar uma fronteira dura na ilha da Irlanda após o Brexit, o ponto mais controverso do acordo.

  • 05/12/2018 18:49:43

    Putin promete apoio a Maduro em visita à Rússia

    Moscovo - O presidente russo, Vladimir Putin, ofereceu nesta quarta-feira apoio ao seu homólogo venezuelano, Nicolás Maduro, em viagem oficial à Rússia para discutir uma possível ajuda financeira em Moscovo.