Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

13 Março de 2018 | 23h43 - Actualizado em 13 Março de 2018 | 23h42

Eua: Recorde de demissões em 14 meses de administração Trump

Lisboa- Desde que a adminstração liderada por Donald Trump entrou na Casa Branca, a 20 de Janeiro de 2017, cresce cada vez mais a saída de funcionários.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

 

Tornou-se quase rotina e atingiram os números mais altos em quase 40 anos, no total, entre Janeiro de 2017 e esta terça-feira, já se somam 20.

Assuntos Política  

Leia também
  • 06/02/2019 19:21:27

    UE aumenta tensão sobre Brexit na véspera de receber May

    Bruxelas - O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, atacou duramente nesta quarta-feira os defensores do Brexit, aumentando a pressão sobre o futuro incerto do acordo de divórcio, um dia antes da visita agendada da primeira-ministra britânica Theresa May.

  • 06/02/2019 17:04:50

    Guterres expressa apoio à reunião para saída política na Venezuela

    Nações Unidas - O secretário-geral da ONU, António Guterres, expressou nesta terça-feira o seu apoio à reunião sobre a Venezuela prevista para esta quinta-feira em Montevidéu e assegura que está a favor das tentativas para buscar uma saída negociada à crise, noticiou a EFE.

  • 06/02/2019 16:05:36

    EUA incitam outros países a repatriar jihadistas detidos em Damasco

    Washington - Os Estados Unidos apelaram outros países a repatriar e a julgar os seus próprios compatriotas detidos em Damasco pelas Forças democráticas sírias (FDS), sublinhando que ?a ameaça terrorista? ainda persiste na região.

  • 06/02/2019 15:56:21

    Reino Unido reitera apoio ao novo governo libanês

    Beirute - As autoridades londrinas continuarão a apoiar Beirute após a formação do novo governo libanês, fez saber o ministro de Estado britânico para o Médio oriente, Alistair Burt.