Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

17 Abril de 2018 | 00h34 - Actualizado em 17 Abril de 2018 | 00h33

Suprema Corte dos EUA rejeita último recurso de ex-governador preso

Washington - A Suprema Corte dos Estados Unidos rejeitou nesta segunda-feira o recurso do ex-governador de Illinois Rod Blagojevich, que cumpre pena de 14 anos de prisão devido a diversas denúncias de corrupção, entre elas a tentativa de lucrar com o posto que Barack Obama deixou livre no Senado ao assumir a presidência.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Essa era a última oportunidade de Blagojevich, de 61 anos, de reduzir a pena após o tribunal já ter rejeitado outra apelação em Março de 2016.

Com a decisão de não aceitar o trâmite, a Suprema Corte deixa vigente a decisão de um tribunal de apelações que em 2011 condenou Blagojevich a 14 anos de prisão, pena que está sendo cumprida em uma prisão federal no Colorado. A apelação à Suprema Corte era a última esperança do ex-governador, que alegou inocência há anos.

Blagojevich renunciou em 2009 em meio a várias acusações de tentar lucrar com a designação da pessoa que substituiria Obama no Senado por Illinois, além de ter sido denunciado por pedir propina e estar envolvido em fraudes.

A condenação transformou Blagojevich no segundo ex-governador consecutivo de Illinois a ser preso e no quarto das últimas quatro décadas. O seu antecessor, o republicano George Ryan, foi condenado a seis anos e meio de prisão, também por corrupção.

Assuntos Corrupção  

Leia também
  • 15/03/2018 10:28:57

    Japão: Ministro japonês falta ao G20 devido caso de corrupção

    Tóquio - O ministro das Finanças do Japão, Taro Aso, cancelou a presença na próxima reunião ministerial do G20 na Argentina, para comparecer no parlamento, devido a um caso de corrupção, anunciou hoje o partido do Governo.

  • 02/03/2018 12:02:12

    Suspeito de corrupção, primeiro-ministro israelita é interrogado pela 8ª vez

    Jerusalém - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, está a ser interrogado hoje, sexta-feira, pela polícia em relação ao caso 4000 ou Bezeq, em que se suspeita que o chefe de Governo recebeu uma cobertura positiva da agência de notícias Walla em troca de favores ao seu proprietário, anunciou a EFE.

  • 02/03/2018 11:15:38

    Ex-presidente guatemalteco e chefe da Oxfam processados por corrupção

    Cidade da Guatemala - Um juiz guatemalteco ordenou, na quinta-feira, abrir um processo penal por suspeitas de corrupção em um projecto de transporte público contra o ex-presidente detido Álvaro Colom (2008-2012) e a maioria de seu gabinete, entre eles um ex-ministro, alto funcionário da Oxfam.