Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

14 Maio de 2018 | 11h40 - Actualizado em 14 Maio de 2018 | 11h39

Malásia: Chefe da comissão anti-corrupção renuncia ao cargo

Kuala Lumpur - O chefe da comissão anticorrupção da Malásia renunciou hoje ao cargo depois do novo Primeiro-ministro, Mahathir Mohamad, ter ameaçado investigar o anterior chefe do Governo malaio Najib Razak por um alegado escândalo de corrupção.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Dzulkifli Ahmad, nomeado para o posto em agosto de 2016, apresentou a carta de demissão ao secretário-chefe do Governo da Malásia, Ali Hamsa, de acordo com o jornal malaio The Star.

O recém-eleito Primeiro-ministro, de 92 anos, impediu o antecessor Najib Razak de viajar para o exterior no passado fim de semana, alegando ter provas suficientes para investigar o seu envolvimento em casos de corrupção.

Mahatir Mohamad também despediu o procurador-geral Mohamed Apandi Ali, que em 2016 ilibou o então primeiro-ministro Najib de qualquer responsabilidade sobre um suposto desvio de cerca de 700 milhões de dólares (630 milhões de euros) de um fundo estatal de investimentos para as suas contas privadas.

A aliança opositora Pacto pela Esperança venceu, no passado dia 09, as eleições na Malásia com maioria parlamentar, colocando um ponto final aos 60 anos no poder da Frente Nacional (FN).

Assuntos Corrupção  

Leia também