Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

29 Agosto de 2018 | 12h57 - Actualizado em 29 Agosto de 2018 | 12h57

Trump alerta para "violência" se republicanos perderem intercalares

Washington - O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu o apoio dos líderes evangélicos durante as eleições intercalares de Novembro, avisando que uma derrota do Partido Republicano poderá dar origem a ?violência?.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Donald Trump, Presidente dos EUA (Foto arquivo)

Foto: NICHOLAS KAMM

Trump admitiu que as eleições para o Congresso e Senado vão ser um “referendo” não apenas à sua presidência, mas também à “religião” e à “liberdade de expressão”. Um resultado negativo para os republicanos irá significar o “início do fim” daquilo que foi conseguido, avisou o Presidente norte-americano durante um encontro com líderes evangélicos na Casa Branca.

A comunidade evangélica norte-americana, muito conservadora em termos sociais, foi um dos bastiões de apoio de Trump na sua vitória presidencial em 2016 e, apesar da sucessão de escândalos que o têm envolvido desde que chegou à Casa Branca, o Presidente espera que esse apoio se mantenha em Novembro.

“Não é uma questão de gostar ou não gostar, a questão é que eles (os democratas) vão derrubar tudo aquilo que conseguimos fazer, e vão fazê-lo rápida e violentamente. E violentamente. Há violência”, insistiu Trump, referindo-se em seguida aos Antifa – um conjunto de grupos que tem contestado as políticas de Trump em várias matérias e promove frequentemente contra-manifestações face a acções organizadas pela extrema-direita – como “pessoas violentas”.

Trump apelou directamente aos pastores evangélicos, instando-os a usarem a influência que detêm sobre os fiéis para que votem no Partido Republicano.

“Vocês têm um poder tremendo. Estavam a dizer que têm gente que dá missas a quase 200 milhões de pessoas (a população total dos EUA é de 320 milhões, mas apenas um quarto se identifica como evangélica protestante), dependendo de que domingo estivermos a falar”, disse Trump.

As eleições intercalares de Novembro terão um impacto profundo no resto do mandato de Trump.

Vão a votos os 435 lugares da Câmara dos Representantes e 35 dos lugares no Senado (de um total de 100).

Os republicanos detêm maiorias em ambas as câmaras, mas correm o risco de as perder. Vão ser também eleitos 36 governadores.

Assuntos Eleições  

Leia também
  • 04/02/2019 11:58:27

    Bukele vence eleição presidencial em El Salvador

    San Salvador - O ex-prefeito Nayib Bukele rompeu neste domingo o tradicional bipartidarismo direita-esquerda em El Salvador ao vencer a eleição presidencial, com a missão de obter acordos para combater a violência e estimular a economia.

  • 04/02/2019 07:31:57

    Nayib Bukele assume vitória nas presidenciais de El Salvador

    San Salvador - O candidato à presidência de El Salvador Nayib Bukele afirmou, no domingo, ter vencido "com toda a certeza" as eleições, pondo fim a um quarto de século de domínio bipartidário, quando faltam ser contados cerca de 20% dos votos.

  • 31/01/2019 21:46:42

    Venezuela:União Europeia anuncia contacto para novas eleições no país

    Caracas - A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, anunciou hoje a constituição de um grupo de contacto internacional para alcançar, em 90 dias, uma saída pacífica e democrática para a crise na Venezuela com a realização de eleições presidenciais.

  • 25/01/2019 13:44:47

    Bolívia realiza primárias presidenciais inéditas e atípicas

    La Paz - Um candidato único inscrito em cada um dos nove partidos políticos, a Bolívia organizará no domingo inédito e atípico primário presidencial, antes das eleições gerais de Outubro, em meio a fortes críticas da oposição.