Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

09 Setembro de 2018 | 06h37 - Actualizado em 09 Setembro de 2018 | 06h37

Iraque: Rivais do primeiro-ministro do Iraque tentam tirá-lo do próximo governo

Bagdad - As duas listas parlamentares que lideraram as eleições legislativas de Maio deste ano no Iraque anunciaram hoje que querem formar governo sem o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, que não conseguiu solucionar a crise em Basra.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Abadi queria manter o cargo graças a um acordo que alcançou com a lista liderada pelo líder populista Moqtada Sadr, mas este nego-lhe o apoio no sábado.

Os deputados desta lista consideraram as explicações do governo ante o parlamento "pouco convincentes" e pediram que "peça desculpas ao povo e renuncie imediatamente", após uma semana de protestos em Basra que deixaram 12 mortos e várias instituições incendiadas.

Pouco depois, a lista rival Aliança da Conquista, que reúne antigos combatentes anti-extremistas, disse concordar com o grupo liderado por Sadr, segundo o seu porta-voz.

Desde segunda-feira, o bloco de Sadr-Abadi e o bloco pró-Irã liderado pela Aliança da Conquista reivindicaram a maioria parlamentar necessária para formar o futuro governo, o que causa uma paralisia política agravada pela tensa situação em Basra.

Os manifestantes da região reclamam a sua parte da receita gerada pelo petróleo - 7,7 bilhões de dólares em Agosto - numa província que não sofreu a recente guerra contra o Estado Islâmico, mas que atravessa uma crise de saúde sem precedentes, agravada por um escândalo de contaminação da água que levou 30.000 pessoas ao hospital.

Desde terça-feira manifestantes atacam as sedes das instituições públicas, residências das autoridades e partidos.

Pelo menos 27 pessoas morreram desde o início dos distúrbios em Julho, 12 delas nos últimos sete dias.

Assuntos Eleições  

Leia também
  • 04/02/2019 11:58:27

    Bukele vence eleição presidencial em El Salvador

    San Salvador - O ex-prefeito Nayib Bukele rompeu neste domingo o tradicional bipartidarismo direita-esquerda em El Salvador ao vencer a eleição presidencial, com a missão de obter acordos para combater a violência e estimular a economia.

  • 04/02/2019 07:31:57

    Nayib Bukele assume vitória nas presidenciais de El Salvador

    San Salvador - O candidato à presidência de El Salvador Nayib Bukele afirmou, no domingo, ter vencido "com toda a certeza" as eleições, pondo fim a um quarto de século de domínio bipartidário, quando faltam ser contados cerca de 20% dos votos.

  • 31/01/2019 21:46:42

    Venezuela:União Europeia anuncia contacto para novas eleições no país

    Caracas - A chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, anunciou hoje a constituição de um grupo de contacto internacional para alcançar, em 90 dias, uma saída pacífica e democrática para a crise na Venezuela com a realização de eleições presidenciais.

  • 25/01/2019 13:44:47

    Bolívia realiza primárias presidenciais inéditas e atípicas

    La Paz - Um candidato único inscrito em cada um dos nove partidos políticos, a Bolívia organizará no domingo inédito e atípico primário presidencial, antes das eleições gerais de Outubro, em meio a fortes críticas da oposição.