Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

05 Setembro de 2018 | 13h14 - Actualizado em 05 Setembro de 2018 | 13h14

Papa defende o descanso dominical e critica a sociedade da "diversão"

Cidade do Vaticano - O papa Francisco defendeu o repouso aos domingos, que permite aos cristãos "fazer as pazes" com a própria vida, mas criticou a sociedade de "diversão" e "evasão".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

 

O domingo permite "fazer as pazes com a vida", disse Francisco diante de milhares de fiéis reunidos na praça São Pedro do Vaticano para a tradicional audiência de quarta-feira.

"A verdadeira paz não é mudar a própria história, e sim acolhê-la e valorizá-la", disse o pontífice.

"O homem nunca descansou tanto como hoje e, no entanto, nunca sentiu tanto vazio como hoje".

Francisco fez um apelo por uma distinção entre o verdadeiro repouso e o falso descanso em um mundo que estabelece a sociedade como "um grande parque de diversões".

"O conceito de vida que domina actualmente não se baseia na actividade, e sim na evasão.Esta mentalidade leva a uma vida anestesiada pela diversão, que não é repouso", advertiu.

Assuntos Igreja Católica  

Leia também
  • 25/08/2018 13:32:52

    Papa admite fracasso de Igreja em relação aos abusos cometidos pelo clero

    Dublin - O papa reconheceu neste sábado em Dublin o fracasso da Igreja Católica irlandesa em lidar adequadamente com o que denominou de "crimes repugnantes de abusos" a menores e pediu um esforço para a adopção de normas severas para que os abusos não voltem a se repetir.

  • 23/08/2018 11:49:01

    Papa Francisco diante do declínio da Igreja Católica irlandesa

    Londres - O papa Francisco terá que se esforçar no fim-de-semana na Irlanda para que os cidadãos do país voltem a ter fé na sua Igreja, cuja influência, que já foi enorme, não para de cair com os escândalos de pedofilia e a evolução dos costumes, informou hoje, quinta-feira, a AFP.

  • 22/08/2018 13:21:01

    Padre recolhe assinaturas e pede renúncia de arcebispo de Lyon por abusos

    Paris - Um padre de Valence, no sudeste da França, lançou uma campanha para recolher assinaturas, que até a manhã de hoje, quarta-feira, já ganhou o apoio de mais de cinco mil pessoas, para obrigar a renúncia do arcebispo de Lyon, o cardeal Philippe Barbarin, processado por não ter denunciado casos de abusos por parte de religiosos na sua diocese, informou a EFE.