Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

19 Setembro de 2018 | 17h03 - Actualizado em 19 Setembro de 2018 | 17h03

Líder catalão só aceitará referendo que inclua a independência

Barcelona - O presidente da região da Catalunha, Quim Torra, afirmou nesta quarta-feira que não aceitará como solução política para a província um referendo de auto-governo que não inclua a opção de independência.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da Espanha

Foto: Espanha

Em entrevista à Agência EFE, Torra disse que manterá a bandeira do diálogo e da mediação para resolver a disputa com o governo da Espanha, mas ressaltou que não vê nenhuma outra saída que não seja um referendo de auto-determinação.

As declarações foram proferidas antes da reunião que o partidário terá com o presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez, em Outubro deste ano.

"O mais importante da próxima reunião é saber qual é a proposta do governo Sánchez. Não sei exactamente no que consistiria este novo marco de autogoverno", afirmou o líder catalão.

"Espero que em Outubro ponhamos as cartas sobre a mesa e saibamos exactamente qual é a proposta política de Sánchez", referiu.

O presidente regional da Catalunha alertou que não aceitará menos do que a Escócia, em referência ao referendo realizado em 2014.

A declaração ilegal de independência aprovada pelo parlamento regional da Catalunha completará um ano em 27 de Outubro. A medida levou o governo espanhol, então liderado por Mariano Rajoy, a dissolver a Câmara e assumir provisoriamente a gestão da região.

No entanto, as eleições regionais realizadas em Dezembro do ano passado colocaram mais uma vez os partidos independentistas no poder.
 

Assuntos Política  

Leia também
  • 05/02/2019 19:39:37

    Senado americano contraria Trump sobre retirada de tropas da Síria

    Washington - O Senado dos EUA aprovou nesta segunda-feira, por ampla maioria, uma emenda importante à decisão do presidente Donald Trump de retirar as tropas americanas da Síria e do Afeganistão, um sinal do profundo desconforto causado por essa estratégia entre as suas próprias fileiras republicanas, informou a EFE.

  • 05/02/2019 19:32:00

    Enviado americano vai a Pyongyang preparar nova cúpula entre Trump e Kim

    Washington - O enviado especial dos Estados Unidos para a Coreia do Norte, Stephen Biegun, viaja nesta quarta-feira à Pyongyang para reunir-se com o seu homólogo Kim Hyok-chol e preparar a segunda cimeira entre Donald Trump e Kim Jong-un, noticiou a EFE.

  • 05/02/2019 19:10:03

    May usa candidatura à Copa de 2020 para tentar salvar Brexit

    Londres - A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, cogitou nesta terça-fera (5) a hipótese de candidatar o país junto com a República da Irlanda para sediar a Copa do Mundo de 2030, em meio ao impasse sobre o acordo do Brexit.

  • 05/02/2019 19:01:55

    Talibãs exigem nova Constituição para Afeganistão

    Cabul - Os talibãs exigem uma nova Constituição para o Afeganistão e propuseram um "sistema islâmico inclusivo" para dirigir o país, disse um dos seus representantes durante uma reunião realizada em Moscovo nesta terça-feira (5), com figuras políticas afegãs.