Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

31 Outubro de 2018 | 11h18 - Actualizado em 31 Outubro de 2018 | 11h18

Conselho de Segurança renova missão da ONU no Saara Ocidental por seis meses

Nova Iorque - O Conselho de Segurança deve renovar hoje a missão das Nações Unidas no Saara Ocidental, mas apenas por seis meses devido à pressão dos Estados Unidos, contra a intenção da França e Marrocos, que queriam um ano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Esta é a segunda vez que o mandato da Missão das Nações Unidas para o referendo no Saara Ocidental (MINURSO) é prorrogado por apenas seis meses, tendo a primeira vez ocorrido em Abril.

Os Estados Unidos acreditam que um mandato curto empurra as partes para encontrar uma solução em redor de uma mesa de negociação.

O actual mandato da MINURSO termina na noite de hoje. A votação do Conselho de Segurança estava prevista para segunda-feira, mas divergências entre membros do conselho, entre elas em relação à duração do mandato, atrasaram o processo.

Além da MINURSO, Washington, que também pede o fim do mandato no Kosovo, agiu desta forma para a missão de paz em Chipre, renovada em Julho por apenas seis meses.

Em meados de Outubro, o embaixador francês na ONU, François Delattre, tinha defendido para a MINURSO um regresso a um mandato de um ano, também reivindicado pelo secretário-geral da ONU, António Guterres.

Paris sublinha a necessidade de "construir" a dinâmica iniciada pelo projecto de novas discussões internacionais sobre o Saara Ocidental.

Organizado pelo enviado da ONU, o ex-presidente alemão, Horst Kohler, essas discussões estão previstas para os dias 05 e 06 de Dezembro em Genebra e vão reunir Marrocos, a Frente Polisário, a Argélia e a Mauritânia. As últimas conversações ocorreram 2012.

Apoiada por Argel, a Frente Polisário defende um referendo de autodeterminação para o Saara Ocidental. Marrocos rejeita qualquer solução que não seja autonomia para este território sob sua soberania.

Os Capacetes Azuis da MINURSO garantem um cessar-fogo entre as duas partes desde 1991.

Assuntos ONU  

Leia também