Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

20 Janeiro de 2019 | 03h21 - Actualizado em 20 Janeiro de 2019 | 03h21

Trump oferece protecção a imigrantes nos EUA em troca de fundos para muro

Washington- O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ofereceu, sábado, protecção temporária a cerca de um milhão de pessoas que podem ser expulsas dos Estados Unidos, em troca de que o Congresso financie o muro que ele que construir na fronteira com o México.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O mandatário busca com isso colocar fim a uma paralisação do governo federal de quase um mês perante a falta de um acordo orçamentário, devido à controvérsia pelo muro fronteiriço.

Mas a líder democrata Nancy Pelosi, presidente da Câmara de Representantes, rejeitou a proposta depois de que esta foi divulgada antecipadamente na imprensa.

Pelosi apontou em um comunicado que a proposta de Trump era "uma compilação de várias iniciativas rejeitadas anteriormente, cada uma das quais é inaceitável e no total não representam um esforço de boa-fé para restaurar a segurança na vida das pessoas".

"É improvável que qualquer uma destas propostas sozinha seja aprovada pela Câmara (baixa), e em conjunto não dá nem para começar a conversar", acrescentou.

Trump pede 5,7 bilhões de dólares para financiar o muro, 800 milhões para "assistência humanitária urgente" e 805 milhões para segurança portuária e tecnologia de detecção de drogas.

Em linha com as prioridades democratas, ofereceu três anos de protecção para os 700.000 "Dreamers", como são chamados os imigrantes que entraram ilegalmente nos Estados Unidos quando eram crianças, assim como para outros 300.000 imigrantes cujo status de proteção temporária está expirando.

O líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, considerou neste sábado que a proposta de Trump é "uma decisão corajosa para reabrir o governo, proteger a fronteira e agir com a oposição para solucionar os problemas actuais sobre a imigração".

Embora as palavras de Pelosi sugiram que os democratas não aceitarão a última proposta do presidente, eles também parecem estar dispostos a colocar fim a seu confronto com Trump para acabar com a paralisação parcial do governo.

O jornal The New York Times publicou neste sábado que os democratas propuseram aumentar em mais de um bilhão de dólares sua oferta anterior de 1,3 bilhão para garantir a segurança na fronteira com o México, embora sem conceder dinheiro para o muro.

Assuntos Imigração  

Leia também