Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

28 Janeiro de 2019 | 16h28 - Actualizado em 28 Janeiro de 2019 | 16h27

EUA e Talibã definem bases para acordo de paz

Roma - Os Estados Unidos e o grupo fundamentalista islâmico Talibã chegaram a um princípio de acordo para estabelecer a paz no Afeganistão.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo Zalmay Khalilzad, enviado especial dos EUA ao Afeganistão, o tratado prevê que o Talibã se comprometa em impedir que o país "se torne uma plataforma para grupos terroristas internacionais", como o Estado Islâmico (EI) e a própria Al Qaeda.   

O acordo também poderia levar à retirada das tropas americanas do Afeganistão - rumores anteriores falavam em um prazo de até 18 meses - e ao início de negociações directas entre o governo local e o Talibã. Actualmente, os EUA contam com cerca de 14 mil soldados no país asiático.   

"Temos um rascunho que ainda precisa ser melhorado antes de se tornar um acordo", explicou Khalilzad ao jornal The New York Times, após seis dias de negociações em Doha, no Catar. "Os talibãs se empenharam, para nossa satisfação, em fazer tudo o que for necessário para impedir que o Afeganistão se torne uma plataforma para grupos terroristas internacionais ou indivíduos", disse.   

As tropas americanas combatem a milícia jihadista desde 2001, quando invadiram o país asiático em busca do fundador da Al Qaeda, Osama bin Laden, numa guerra que já deixou dezenas de milhares de mortos.

Assuntos Conflito  

Leia também