Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

29 Janeiro de 2019 | 10h58 - Actualizado em 29 Janeiro de 2019 | 12h05

Maduro responsabiliza Trump pela violência que possa ocorrer na Venezuela

Caracas - O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, responsabilizou nesta segunda-feira o seu homólogo norte-americano, Donald Trump, por "qualquer violência" que venha a ocorrer no seu país, devido à tentativa de mudança de regime promovida por Washington.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Nicolas Maduro, Presidente da Venezuela (arquivo)

Foto: Google/Divulgação

"Responsabilizo Donald Trump por qualquer violência que possa vir a ocorrer na Venezuela", disse Maduro.

O chefe de Estado falava durante um encontro no palácio presidencial de Miraflores, com diplomatas que regressaram de diferentes sedes consulares e da embaixada venezuelana nos EUA.

"Será você, senhor Presidente Donald Trump, responsável por esta política de mudança de regime na Venezuela e o sangue que se possa derramar na Venezuela, será sangue que estará nas suas mãos, Presidente Donald Trump", disse.

Nicolás Maduro denunciou que há uma grande manipulação mundial, através dos meios televisivos dos Estados Unidos e da Europa para "apresentar uma Venezuela virtual", da qual faz parte não mostrar a realidade: as manifestações de revolucionários que o apoiam.

Por outro lado, anunciou estar pronto para iniciar um diálogo com a oposição para garantir a paz e a estabilidade do país.

"Estou pronto, uma vez mais, para onde for, iniciar uma ronda de conversações, diálogo, negociações, com toda a oposição venezuelana, com um só objectivo: a paz, o entendimento e o reconhecimento mútuo", disse.

Durante o encontro, o Presidente Nicolás Maduro pediu aos venezuelanos que continuem no rumo do trabalho, educação, do positivo e da expansão do modelo socialista, para a construção de uma estabilidade política, sólida, verdadeira e positiva.

Nesse sentido anunciou o lançamento do programa estatal "Misión Venezuela Bella" (Missão Venezuela Linda) para embelezar 62 cidades do país.

Assuntos Conflito  

Leia também