Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

01 Fevereiro de 2019 | 12h32 - Actualizado em 01 Fevereiro de 2019 | 12h31

Jornalistas da Reuters recorrem à Suprema Corte de Myanmar

Yangon - Os dois repórteres birmaneses da Reuters condenados a sete anos de prisão por uma investigação sobre um massacre de muçulmanos rohingyas pelo exército vão apresentar recurso à Suprema Corte de Myanmar, noticiou a AFP.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi divulgada pelo advogado Jin Maung Zaw na capital administrativa do país, Naypyidaw, onde fica a sede da Suprema Corte.

Pedimos à Suprema Corte que "finalmente faça justiça a Wa Lone e a Kyaw Soe Oo, que corrija os erros dos tribunais precedentes e ordene a libertação dos nossos jornalistas", afirma a Reuters num comunicado.

Detidos em Dezembro de 2017, Wa Lone, 32 anos, e Kyaw Soe Oo, 28, foram declarados culpados de violar a lei de segredos de Estado, um texto da época colonial.

Os dois repórteres são acusados de obter documentos relacionados com as operações das forças de segurança birmanesas no estado de Rakhine, uma região do noroeste de Myanmar onde foram cometidos abusos contra a minoria muçulmana rohingya.

No momento da detenção eles investigavam um massacre no vilarejo de Inn Din.

Assuntos Justiça  

Leia também
  • 02/02/2019 00:12:08

    Brasil: Supremo tribunal federal suspende queixa-crime contra Bolsonaro

    Brasília - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski suspendeu uma queixa-crime apresentada pelo PT contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) por um vídeo em que, ainda durante a campanha eleitoral, defendeu "fuzilar a petralhada".

  • 01/02/2019 10:07:50

    Defesa de El Chapo diz que processo é "uma fantasia" e pede absolvição

    Nova Iorque - A defesa de Joaquín El Chapo Guzmán sustentou hoje (1) que o processo judicial contra o traficante mexicano é "uma fantasia" e atacou as testemunhas da acusação como "um cortejo de pessoas que mentem e roubam.

  • 31/01/2019 16:11:55

    Espanha trabalha pela libertação de jornalistas detidos em Caracas

    Bucareste - O ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação da Espanha, Josep Borrell, afirmou nesta quinta-feira que o governo do seu país trabalha intensamente pela libertação de quatro profissionais da Agência EFE detidos em Caracas (Venezuela) por soldados do Serviço Bolivariano de Inteligência Nacional (Sebin).