Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

12 Fevereiro de 2019 | 03h27 - Actualizado em 12 Fevereiro de 2019 | 11h06

Brasil vai abrir centro de armazenamento de ajuda humanitária para Venezuela

Brasília - O Brasil aceitou abrir no estado de Roraima um centro de armazenamento de ajuda humanitária para a Venezuela, informou segunda-feira, em Brasília, Lester Toledo, coordenador de ajuda humanitária designado pelo opositor Juan Guaidó, reconhecido como presidente interino por cerca de 40 países.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Arte das Bandeiras do Brasil e da Venezuela

Foto: Divulgação

“Podemos dizer oficialmente que será o segundo grande centro de armazenamento depois do de Cúcuta (na Colômbia) e que o Brasil se soma a esta coalizão” que pressiona pela saída do presidente Nicolás Maduro, afirmou Lester Toledo, após ser recebido pelo chanceler Ernesto Araújo.

Lester Toledo disse que nos próximos dias vai visitar Roraima, “para ver onde fica o centro de armazenamento”, de modo que a partir da próxima semana (...) comecem a chegar as primeiras toneladas de ajuda.

Em um comunicado, o Itamaraty se limitou a informar que durante o encontro com Lester Toledo e Maria Teresa Belandria, designada embaixadora no Brasil do autoproclamado presidente interino Guaidó, se discutiram possíveis medidas para enviar a ajuda humanitária, sem mencionar o centro de abastecimento em Roraima.

“No encontro (...) foram discutidas possíveis medidas capazes de viabilizar o envio de alimentos e remédios para aliviar o sofrimento a que o povo venezuelano está submetido sob o regime ilegítimo de Maduro”, destacou a nota.

Assuntos Venezuela  

Leia também
  • 12/02/2019 10:58:53

    Venezuela: Autoridades ordenam auditoria ao património de Juan Guaidó

    Caracas - A Controladoria Geral da Venezuela (CGV) ordenou hoje, terça-feira, uma auditoria ao património do autoproclamado Presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, por suspeitas de que terá falsificado dados da sua declaração.

  • 12/02/2019 05:39:23

    Secretário-geral da ONU renova oferta de mediar crise na Venezuela

    Nova Iorque - O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, renovou segunda-feira a sua oferta de ajudar a mediar o fim da crise na Venezuela, durante as negociações com o ministro das Relações Exteriores do país.

  • 12/02/2019 03:29:42

    Juan Guaidó convoca grande mobilização para exigir entrada de ajuda humanitária

    Caracas - O opositor Juan Guaidó, reconhecido por 50 países como presidente interino da Venezuela, pediu segunda-feira a seus seguidores que realizem uma marcha maciça, hoje, terça-feira, a fim de exigir aos militares que desconheçam a ordem do presidente Nicolás Maduro de impedir a entrada de ajuda humanitária americana.