Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

12 Fevereiro de 2019 | 03h21 - Actualizado em 12 Fevereiro de 2019 | 03h20

Jornalistas relatam assédio de agentes de fronteira dos EUA

Nova Yorque - Pelo menos oito jornalistas disseram ter sofrido algum tipo de assédio de oficiais da Agência de Alfândega e Protecção de Fronteiras (CBP, na sigla em inglês) e sido submetidos a questionamentos considerados invasivos durante procedimentos de segurança adicionais ao entrar nos Estados Unidos da América, segundo relatos divulgados pelo Comité para a Protecção dos Jornalistas (CPJ).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O comité, que manifestou preocupação com os episódios, afirmou que os profissionais de imprensa foram questionados pelos agentes de fronteira sobre reportagens feitas sobre a caravana de migrantes que está no México e se dirige aos Estados Unidos da América (EUA). Essas perguntas foram feitas durante inspecções de segurança adicionais.

Em ao menos seis casos, relata o comité, os repórteres disseram que os oficiais da CBP pediram para ver fotos ou solicitaram informações sobre a caravana de migrantes.

Outros dois jornalistas disseram ao órgão, separadamente, que agentes de fronteira entraram em contacto para pedir gravações de vídeo. Eles também teriam sido solicitados a participar de uma entrevista como parte de uma investigação interna sobre conduta potencialmente ilegal dos oficiais da CBP.

“O CPJ também está ciente de ao menos dois casos em que agentes de fronteira mexicanos negaram a entrada a jornalistas que foram anteriormente questionados ou fotografados pelo CBP”, informa, em comunicado, o comité.

Assuntos Angola  

Leia também